Novo país europeu, Liberland possui impostos facultativos e só aceita cidadãos que respeitem a liberdade do próximo

Fundada há poucos dias, a República Livre de Liberland ganhou destaque na mídia mundial por ser um exemplo de liberdade aos seus novos cidadãos. O país terá impostos facultativos e os políticos não poderão intervir diretamente na vida da população

  
  
Com conceitos modernos de legislação e impostos facultativos, Liberland promete revolucionar a política mundial

Coxinha ou empadinha? Neste caso não altera de que lado esteja, pois ambos não teriam chances de se tornarem habitantes do mais novo país do mundo, o Liberland. Como o próprio nome sugere a micronação criada no último dia 13 de abril não aceitará extremistas entre seus novos cidadãos, nem da direita, nem da esquerda. Criado inicialmente como uma brincadeira pelo tcheco Vit Jedlicka, o país que está localizado numa ilhota de 7 km² entre a Croácia e a Sérvia, se transformou numa nação 'real' e já possui mais de 232 mil pedidos de cidadania. O território ocupado é uma região que não é disputada por nenhuma nação.

Com conceitos modernos de legislação e impostos facultativos, Liberland promete revolucionar a política mundial. Afirmando "direito a propriedade privada", além de "respeito à pluralidade das opiniões e religiões", Vit Jedlicka se autoproclamou Primeiro-Ministro do novo país europeu. A Constituição que já foi elaborada é revolucionária e limita o poder dos políticos locais para que não intervenham nas liberdades da nação e da população.

Afinal, Liberland existe? Os governos croata e sérvio não levaram muito a sério a história, mas ambos não fizeram declarações oficiais. De fato, o território existe e a bandeira amarela com uma faixa preta está hasteada no local desde o dia da fundação do país (ela chegou a ser retirada, mas voltou a tremular dias depois no mesmo ponto). Atualmente, o novo governo procura diplomatas com larga experiência internacional para que possa iniciar negociações com os países vizinhos, além de outras nações da região.

Se interessou em solicitar um pedido de cidadania? O caminho não é difícil, mas muitos brasileiros não poderão participar desta seleção, ainda mais após a recente onda de polarização política no país. O governo da Terra da Liberdade não aceita pedidos de pessoas que possuam entre suas características posições extremas em relação a política e religião. Defensores de ditaduras comunistas, nazistas ou militares estão excluídos da disputada listagem. Outra exigência é não possuir nenhum antecedente criminal.

O país está localizado numa ilhota de 7 km² entre a Croácia e a Sérvia, na Europa

Sucesso nas Redes Sociais
Novidades sempre viraram sucesso na internet e as redes sociais levaram isso a outro patamar. A página do país no Facebook já possui mais de 125,5 mil curtidas e conta com diversos comentários de usuários que se oferecem para ocuparem o cargo de diplomata.

Outros exemplos
Liberland não é a primeira nova nação a surgir no mapa nos últimos tempos. Localizados nos quatro cantos do mundo, estes países foram fundados por 'loucos' ou simplesmente pessoas que usaram a seu benefício a legislação mundial. Confira uma lista com quatro nações que não constam no mapa mundi, mas existem na cabeça de algumas pessoas e na internet!

Mapa

  
  

Publicado por em