5 destinos turísticos bizarros no Brasil

Conheça os destinos que quebram o estereótipo do turismo brasileiro e te desafiam a um novo olhar.

  
  

Todo o mundo sabe que o Brasil é um dos principais destinos turísticos no cenário do turismo mundial, tanto por seu clima tropical, quanto por suas belas praias, sua hospitalidade calorosa e gastronomia única.

Porém, o que muita gente não sabe é que, além das praias e comidas saborosas, o Brasil oferece muito mais, alguns destinos inusitados, pouco divulgados, mas que podem chamar a atenção de todos os tipos de turistas.

Listamos, abaixo, apenas cinco, mas divertidos lugares que valem a pena conhecer.

1. Casa Mal assombrada de Gilberto Freyre – PE

Na visita noturna à casa de Gilberto Freyre, cada turista recebe uma vela no jardim e é guiado pelo cenário misterioso.

Recife, capital de Pernambuco, faz parte da lista de destinos nordestinos mais procurados do Brasil, tanto por turistas nacionais como internacionais. Mas o que pouca gente sabe é que lá existe um ponto turístico ideal para quem gosta de suspense e terror, chamado de Casa mal assombrada de Gilberto Freyre.

Gilberto Freyre é um conhecido escritor brasileiro que produziu grandes obras literárias e que, em 1955, concluiu um inventário de 12 prédios habitados por forças sobrenaturais. Com isso, desde 2009, a Casa Museu de Magdalena e Gilberto Freyre é aberta à visitação. O cenário é a Vivenda de Santo Antonio, onde a casa em que viveu com sua esposa e dois filhos continua intacta, inclusive com os mesmos móveis.

Você encararia uma visita a uma casa com cenário de terror como atrativo turístico?

A visita noturna inicia-se nos jardins, onde cada turista recebe uma vela e é guiado pelo Velho Zuavo. É impossível sair de lá sem histórias e aparições pra contar.

2. Tambaba – PB

Tambaba é uma bela praia paraibana localizada a 30 quilômetros da capital João Pessoa.

Além da paisagem belíssima, Tambaba ainda oferece um atrativo bastante diferenciado: o nauturismo.

Indicada aos adeptos do naturismo, essa praia foi a primeira do Brasil a permitir essa prática por lei municipal.

Que tal experimentar a experiência de frequentar uma praia de naturismo?

Além da sua paisagem paradisíaca, a região oferece algumas casas e pousadas liberais, especializadas nesses tipos de eventos, destinadas a casais que buscam novas experiências de relacionamentos, como o swing.

3. São Thomé das Letras – MG

Casa de Pedra em São Thomé das Letras - MG.

A cidade de São Thomé das Letras criou um roteiro inusitado para turistas que apreciam a ufologia.

O projeto chamado de Vale dos Extraterrestres promove a cidade que convida os turistas da Nova Era a conhecerem essa região cheia de mistérios, inclusive com aparições de extraterrestres, como foi o caso do ET de Varginha.

Para os fissurados pela existência de extraterrestres, explorar os caminhos de São Thomé das Letras é uma boa pedida de roteiro.

4. Tribo Indígena Patoxó – BA

Pra quem sempre quis saber de perto como é a vida indígena, existe uma nova modalidade de turismo que pode tornar esse desejo possível.

Algumas aldeias indígenas do sul da Bahia estão abrindo as portas, e com pacotes que chegam a aproximadamente 800 rais, é possível que o turista viva por 4 dias a tradição indígena.

E se o seu roteiro turístico incluísse a inusitada vivência em uma tribo indígena?

Além de dormir em ocas, quijemas ou redes, o visitante ainda tem a oportunidade de pescar sua própria comida e atirar com arco e flecha, além de comer os pratos típicos dos primeiros habitantes do continente.

5. Furna dos Ossos – CE

Os ossos, de acordo com as lendas, são de jagunços mortos e jogados por seus coronéis.

A furna dos ossos é um parque ecológico do interior do Ceará que quase ninguém ouviu falar, mas é bastante visitado por turistas que frequentam o estado.

Nas grutas, é possível encontrar ossos humanos que remontam a uma ocupação humana muito antiga no local. Contam as lendas que os coronéis que dominavam a região matavam seus jagunços e deixavam os corpos lá, sem o menor pudor.

  
  

Publicado por em