Após paralisação, Titanic II será lançado em 2018 ao custo de R$ 2,3 bilhões

Planejado para zarpar em 2016, o projeto da cópia fiel do épico transatlântico quase foi cancelado, mas após um ano parado foi retomado. Com alterações apenas nas áreas de segurança, o Titanic II fará sua viagem inaugural entre a China e Dubai

  
  
O projeto do Titanic II atrasará cerca de dois anos e estima-se que custará entre £300 milhões e £400 milhões

Após quase ser cancelado devido à crise econômica mundial, o Titanic II definitivamente irá zarpar rumo aos sete mares, em 2018. O projeto inicial, lançado no centenário do seu irmão gêmeo, em 2012, previa que a megaembarcação cruzasse os oceanos a partir do terceiro trimestre de 2016, mas sofreu com a falta de dinheiro e ficou suspenso por pouco mais de um ano. Recentemente, a Blue Star Line anunciou a retomada da construção do Titanic II e a nova data para o tão sonhado navio zarpar.

A réplica da embarcação que naufragou em 15 de abril de 1912 será fiel a original, mas sofrerá algumas pequenas alterações devido às mudanças da legislação náutica que ocorreu no último século. O principal 'responsável' pela tragédia que matou 1,5 mil pessoas, em 1912, os botes salva-vidas serão modernizados e atenderão ao número total de passageiros e tripulantes, ao contrário dos antigos botes da época. Com capacidade para 3,3 mil pessoas, a embarcação original possuía botes para apenas 36% de todos que estavam a bordo do navio. Já o sistema de segurança do novo transatlântico atenderá aos 2.435 passageiros e 900 tripulantes, com 18 botes modernos.

Assim como o primeiro Titanic que era dividido por classes, o novo também possuirá as divisões econômicas de passageiros, incluindo áreas para fumantes e outros setores históricos do transatlântico original. Se locais como o banho turco, a piscina e o Café Parisiense, símbolos do glamour e luxo da primeira versão do navio, serão reproduzidos fielmente e utilizados pelo público, o setor de comunicação não terá a mesma sorte. O local que era conhecido como Sala Marconi será apenas uma réplica, pois devido aos avanços tecnológicos do último século, os seus equipamentos ficaram totalmente obsoletos. Se os principais detalhes dos dois Titanic's serão idênticos, as dimensões serão um pouco diferentes. Com 269 metros de comprimento e 45 metros de largura, a nova embarcação será um pouco mais larga para melhorar a estabilidade durante a travessia pelos oceanos.

Já a viagem inaugural foi alterada recentemente. A intenção do bilionário australiano, Clive Palmer, CEO da Blue Star Line era concluir o percurso entre a Inglaterra e Nova York, mas por questões financeiras a primeira viagem será entre a cidade de Jiangsu, no leste da China, e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Uma das justificativas para a alteração é o fato do estaleiro que está construindo a embarcação estar sediado na China, o que barateará os custos. Especula-se que o valor do investimento para que o projeto, que já está em construção, saia do papel varie entre £300 milhões (R$ 1,74 bilhão) e £400 milhões (R$ 2,32 bilhões).

Aos interessados em curtirem esta viagem histórica e ainda se encontrarem com astros de Hollywood que estarão presentes, a dica é sentar e manter a calma. A fila de espera é de 65 mil pessoas que estão dispostas a pagar alguns milhares de euros por poucos dias em alto mar.

Após quase ser cancelado devido à crise econômica mundial, o Titanic II definitivamente irá zarpar rumo aos sete mares, em 2018
Locais como o banho turco, a piscina e o Café Parisiense, símbolos do glamour e luxo da primeira versão do navio, serão reproduzidos fielmente e utilizados pelo público
Ao contrário dos atuais cruzeiros que dão grande destaque para área das piscinas, o Titanic II seguirá os padrões do início do século XX
Assim como o primeiro Titanic que era dividido por classes, o novo também possuirá as divisões econômicas de passageiros
Por questões financeiras a primeira viagem do Titanic II será entre a cidade de Jiangsu, no leste da China, e Dubai, nos Emirados Árabes Unidos
  
  

Publicado por em