Da Mont Blanc às Cataratas: 6 fronteiras naturais incríveis pelo mundo

Placas sinalizando a divisa entre dois países? Muitas fronteiras oferecem verdadeiros paraísos que demarcam seus limites com as nações vizinhas, como o Mar Morto, as Cataratas do Iguaçu e o Monte Everest

  
  
O paradisíaco 'Mar Morto' fica na divisa entre Israel e Jordânia

Ao longo da história, a humanidade dividiu as fronteiras conforme interesses econômicos e políticos, mas em alguns casos as linhas imaginárias foram 'trocadas' por paraísos naturais, que a própria natureza se encarregou de criar. Locais como a icônica montanha Mont Blanc, nos Alpes, serve de fronteira natural entre a França e a Itália. Já alguns trechos da divisa entre a República Dominicana e o Haiti é desenhada, quase a mão, pelo Rio Artibonito, mas neste caso o destaque fica por uma margem possuir uma densa floresta tropical e a outra, uma vasta região árida.

O Brasil também está na lista com as famosas Cataratas do Iguaçu e o Monte Roraima, mas possui diversas outras divisas naturais. Consideradas as mais tradicionais, elas estão localizadas nos extremos norte e sul do país e marcam a divisa do Brasil, respectivamente, com a Argentina e a tríplice fronteira com Venezuela e Guiana.

Cataratas do Iguaçu (Brasil e Argentina)

SF Brit/ CC BY 2.0

Localizadas na divisa do Brasil com a Argentina, na cidade de Foz do Iguaçu (PR), as Cataratas possuem 2,7 quilômetros de extensão cobertos por um conjunto de 275 quedas d'água, que variam entre 64m e 82m de altura. A principal delas é a da Garganta do Diabo, que possui forma de "U" e mede 150m de largura por 82m de altura e 700m de comprimento.

Por mais que 80% delas fiquem do lado Argentino, o melhor lugar para assistir ao show da natureza é em terras brasileiras. No lado tupiniquim estão posicionados os melhores mirantes. Visitadas por mais de três milhões de turistas nos últimos dois anos, as Cataratas são o segundo ponto turístico do Brasil que mais recebe estrangeiros.

Mapa


.

Mar Morto (Israel e Jordânia)

Zeev Veez/ Flickr - CC BY 2.0

Chamado de mar morto, ele é na realidade um enorme lago com 650 quilômetros quadrados de área e fica na divisa entre Israel e a Jordânia. Suas águas são alimentadas pelo rio Jordão, que desagua na região mais baixa do mundo, numa área que está situada a 400 metros abaixo do nível do mar.

O curioso nome do lago é uma referência por sua água possuir a maior salinidade do mundo, que impossibilita o surgimento de qualquer tipo de vida dentro do 'mar'. Se a inexistência de fauna e flora no local já é uma atração, o enorme lago também é conhecido pela inusitada situação das pessoas não afundarem devido a alta quantidade de sal na água.

Mapa


.

Mont Blanc (Itália e França)

Roman Boed/ Flickr - CC BY 2.0

Símbolo dos alpes franceses e italiano, o Mont Blanc (Monte Branco, em português) é uma fronteira natural entre os dois países europeus, além de ser a mais alta montanha do Velho Continente. O grande problema é que não há um consenso a qual país pertence o seu cume e a região é disputada pelas duas nações desde a Revolução Francesa.

Até 1796, a área pertencia ao Reino da Sardenha, que atualmente faz parte da Itália. Naquele fatídico ano, Napoleão Bonaparte obrigou o monarca italiano a repassar a região à França e criou uma disputa territorial entre os dois países. Desde então, diversos tratados foram assinados, mas nunca se chegou a uma decisão sobre o real 'dono' do Mont Blanc.

Mapa


.

Monte Roraima (Brasil, Guiana e Venezuela)

F.Fernandes/ CC0 1.0 Universal

Segundo representante do Brasil na lista, o Monte Roraima é um daqueles locais extraordinários que só a natureza é capaz de criar. A formação rochosa, que mais parece uma mesa situada no meio de uma densa floresta tropical cercada por falésias, faz a divisa natural da tríplice fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela.

Conhecido como "Mesa de Deus" devido ao seu formato, o Monte Roraima só possui acesso pelo lado venezuelano, pois o trecho brasileiro e guianense é formado por paredões, que praticamente impedem o acesso pela área. A região é famosa por estar costumeiramente na lista dos locais mais procurados pelos aventureiros sulamericanos.

Mapa


.

Mont Everest (China e Nepal)

Gunther Hagleitner/ Flickr - CC BY 2.0

Mais alta montanha do mundo, o Everest, que está situado na cordilheira do Himalaia, marca a fronteira natural entre a China e o Nepal. Com incríveis 8.848 metros de altura, o monte tem seu lado sul localizado no Nepal e a ponta norte, na região do Tibet. Ainda bem que existem acessos mais fáceis para cruzar de um país ao outro!

Mapa


.
Rio Artibonito (Haiti e República Dominicana)

Ao lado direito da imagem o território da República Dominicana e ao lado esquerdo, a área do Haiti, desmatada

Fronteira natural entre o Haiti e a República Dominicana, o Rio Artibonito chama mais a atenção pelo contraste de suas margens do que pelas águas turvas que dividem as duas nações. Localizados no Caribe, na ilha de Hispaniola, os países possuem legislação diferentes e com rigores ainda mais discrepantes para quem cumpre a lei.

Do lado dominicano é possível avistar uma densa floresta tropical ainda preservada, já do lado haitiano reina uma região árida, quase desértica. As águas do rio cortam a área em duas, uma totalmente desmatada pela população do segundo país mais pobre das Américas e outra, ainda intacta, sobrevivendo as rígidas leis locais antidesmatamento. A diferença entre ambos os lados é tão grande, que é possível avistar do espaço.

Mapa

  
  

Publicado por em