Região mais quente do mundo, Danakil mescla ares marcianos com beleza ímpar

Considerada pelo Guinness Book como a região mais quente do mundo que é habitada pelo homem, Danakil está localizada na Etiópia e possui uma temperatura média anual de 41ºC. O local também é famoso por seu solo colorido que parece pintado a mão

  
  
sta pintura é consequência da reação química de compostos, como o hidróxido de ferro e o cloreto ferroso

Quando o assunto é calor, o Brasil entende como poucos do tema, porém existe uma região que vence com facilidade esta disputa. Localizado na Etiópia, o deserto de Danakil registra as temperaturas mais altas do mundo, marcando uma média de 'apenas' 41ºC durante o ano. Situada dentro do deserto, Dallol ganhou do Guinness World Records o título de vilarejo mais quente do mundo.

Assim como em solo brasileiro, no verão as temperaturas disparam e registram com uma certa naturalidade até 47ºC, durante o dia. O resultado é uma região insalubre onde quase nada sobrevive. Com uma aparência marciana, o solo local é formado unicamente por rochas e areia. Porém, mesmo numa área tão inóspita quanto o deserto de Danakil é possível encontrar riquezas. O local é uma importante mina de sal que é a única fonte de renda do povo de Afar, que protegem seu "ouro branco" de saques e ladrões. As enormes caravanas, que contam com até 50 mil integrantes, percorrem dezenas de quilômetros diariamente pelo deserto levando o produto até as cidades de Mekele e Berhale, onde é vendido.

Se a mina de sal é a grande riqueza do local, ela também é responsável por uma paisagem ímpar com um solo colorido naturalmente com tonalidades de verde, amarelo e laranja. Esta pintura é consequência da reação química de compostos, como o hidróxido de ferro e o cloreto ferroso que ao serem expostos a temperatura ambiente geram uma camada sólida que dá forma e cor à areia. Quando vistas de longe, estas paisagens colocam os turistas em um outro 'planeta'.

Se a temperatura média de 41ºC num deserto já é um enorme problema, a região fica ainda mais inóspita devido a existência de um vulcão. Batizado de Dallol, em homenagem a cidade, o cone não entra em erupção desde 1926, mas sempre existe o risco de voltar a atividade.

Pensando em conhecer 'in loco' o paradisíaco deserto de Danakil? A aventura promete! Devido as dificuldades climáticas e geológicas, a região não possui estradas, nem rodovias. A única forma de se locomover é usando os tradicionais camelos que suportam o calor excessivo, falta de água e ainda ultrapassam as dunas e pedras como nenhum veículo 4x4 conseguiria fazer.

Mapa


.

Considerada pelo Guinness Book como a região mais quente do mundo que é habitada pelo homem, Danakil está localizada na Etiópia
  
  

Publicado por em