São Paulo terá o primeiro parque de diversões erótico do Brasil

Planejado para ser construído em Piracicaba, o parque receberá um investimento de R$ 80 milhões e promete ser a 'Disney do Sexo'. Os tradicionais brinquedos serão adaptados para estimularem os sentidos sexuais de cada visitante

  
  
A expectativa é que o parque receba cerca de 5 mil visitantes diários, interessados em se divertirem com 'brinquedos adultos'

Parque de diversão é passeio para criança? Esta frase está totalmente desatualizada. Em Piracicaba, interior de São Paulo, será construído o primeiro parque de diversões erótico do Brasil, numa área de 150 mil metros quadrados. O local, que terá idade mínima para se divertir de 18 anos, contará com os tradicionais brinquedos de um parque (só que adaptados!), como roda gigante prive, piscina naturista e restaurantes com pratos afrodisíacos. Claro, todas as atrações serão voltadas para despertar os desejos mais secretos das pessoas!

Já apelidada de "Disney do Sexo", a "ErotikaLand", nome oficial do futuro parque, tem previsão de ser inaugurada no final de 2017 e custará aproximadamente R$ 80 milhões. O projeto, que foi idealizado pelos empresários Mauro Morata e Paulo Meirelles, investirá a maior parte da verba em higiene e na segurança do local. O terreno onde funcionará o parque já foi adquirido, mas sua localização ainda é mantida em sigilo para evitar a curiosidade dos interessados. A expectativa é que o parque receba cerca de 5 mil visitantes diários e contrate aproximadamente 300 funcionários para trabalharem quando o local estiver em pleno funcionamento.

O objetivo da "sexolândia" é despertar nas pessoas novas experiências relativas ao assunto e mesclar diversão com sexo. Entre todos os 11 brinquedos, que serão voltados ao tema, se destaca a roda gigante que contará com capsulas de vidro, nas quais os casais enxergarão tudo que acontece no exterior, mas não serão vistos dentro do 'quarto prive'. Outra atração que promete é o labirinto, onde os visitantes ficarão até 15 minutos 'perdidos' dentro do local. Já o tradicional trem fantasma apresentará ao invés de sustos, posições sexuais e quem quiser uma experiência única poderá assistir ao cinema 7D, que transmitirá filmes eróticos estimulando todos os sentidos do corpo. O parque também promete ser o destino perfeito para o público 'geek', com um setor destinado apenas aos “eroticgames”. Ao final, a loja de souvenires será uma espécie de sex shop, com a venda de produtos eróticos.

Agora vem a grande pergunta, será permitido fazer sexo dentro do parque? Sim, porém não em qualquer lugar e sempre dentro de rígidas regras para que o "Erotikaland" seja um ambiente picante, mas sem desrespeitar o próximo. Haverá locais específicos onde será permitida uma 'brincadeira extra', entre eles um motel para os visitantes mais ‘tradicionais’.

A 'Disney do Sexo' será o primeiro parque de diversões erótico do Brasil
  
  

Publicado por em