Vilarejo inglês possui casas surreais com mais de 500 anos; Veja fotos

Parece ilusão de ótica, mas os imóveis de Lavenham realmente 'derreteram'. As casas, que foram erguidas na década de 1480, sofreram a consequência de uma rápida construção e as toras envergaram, porém as moradias continuam firmes há 500 anos!

  
  
A pressa na construção foi tão grande que as casas começaram a 'derreter' depois de finalizadas

Um famoso provérbio português afirma que "Quem tem pressa come cru e quente!" e o vilarejo de Lavenham é um bom exemplo disso. Localizado na Inglaterra, na região de Suffolk, a antiga vila foi um dos símbolos da riqueza do Império Britânico durante os séculos 15 e 16. O local, que era o principal polo produtor de lã e casimiras azuis do país, fez a fortuna de seus poucos, mas esbanjadores habitantes.

Com tanto dinheiro em mãos, a população quis usá-lo e naquela época a única forma de 'torrar' suas moedas de ouro era construindo casas e mais casas. A pressa foi tão grande que as construções começaram a inclinar depois de finalizadas. Não há relatos de desabamentos, mas os imóveis estão tortos desde aquela época.

A velocidade acima do recomendável fez os construtores não esperarem a madeira secar e passaram a usar o material ainda verde na construção das casas. Com a pressão sobre a madeira ainda sem tanta resistência, muitas toras envergaram e criaram uma imagem que parece ser uma ilusão de ótica, mas não é. Contudo, as residências que são datadas do fim da Idade Média, mais precisamente de 1480, ainda estão de pé e em perfeito estado de conservação.

Época de ouro
A cidade viveu seu esplendor durante a Era de Ouro da lã, mas sofreu com a decadência de uma economia baseada apenas na produção do tecido. Com a concorrência dos holandeses que descobriram como produzir o mesmo material mais barato e com uma qualidade melhor, a economia de Lavenham foi a bancarrota.

Antes dos prósperos comerciantes locais falirem, a cidade ficou famosa na Europa pelo glamour e excesso de luxo entre os habitantes. Um exemplo desta gastança desenfreada é o prédio da igreja matriz que devido ao seu tamanho não coube na praça central da cidade e precisou ser construído num terreno próximo. Nesta época, Lavenham ganhou destaque no Império por pagar mais impostos que cidades muito maiores e não haver reclamações. Inclusive, existe uma lenda (nunca se confirmou a veracidade do fato) que durante uma visita oficial do Rei Henrique VII ao vilarejo em 1487, o monarca decidiu multar a população local por ostentar suas riquezas.

Como chegar
As passagens aéreas rumo à Londres custam a partir de R$ 3.175, com saída de São Paulo. Os voos possuem escala e são operados por companhias internacionais. O percurso de 70 quilômetros entre a capital inglesa e o vilarejo de Lavenham dura cerca de 1h30 de viagem e pode ser feito de ônibus ou carro.

Mapa


.
Confira fotos do vilarejo de Lavenham, na Inglaterra

Um famoso provérbio português afirma que
A velocidade acima do recomendável fez os construtores não esperarem a madeira secar e passaram a usar o material ainda verde na construção das casas
A pressão sobre a madeira ainda sem tanta resistência fez muitas toras envergarem e criarem uma imagem que parece ser uma ilusão de ótica
Com tanto dinheiro em mãos, a população quis usá-lo e naquela época a única forma de 'torrar' suas moedas de ouro era construindo casas e mais casas
Parece ilusão de ótica, mas os imóveis de Lavenham realmente 'derreteram'
  
  

Publicado por em