Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Livros, Revistas e Jornais > Revista Aventura & Ação > 

Os 12 Refúgios Naturais

Em comemoração aos 12 anos da revista Aventura & Ação, convidamos um pessoal que faz parte da nossa história e tem muito espírito de aventura para nos revelar alguns recantos ecológicos ainda pouco explorados.

28 de Abril de 2011.
Publicado por Revista Aventura & Ação  

A&A Ed.159 - Capa Nacional

A&A Ed.159 - Capa Nacional
Foto: A&A

Esta matéria faz parte da Edição 159 da Revista Aventura & Ação.

Serra da Capivara (PI)

Por Joyce Guimarães

Imaginem pisar as terras de um dos maiores sítios arqueológicos da América Latina, que contém a maior quantidade de pinturas primitivas sobre rocha do mundo. A estrutura é de deixar muitos parques internacionais para trás. E não é que ele está aqui, no nosso País? Sim, estamos falando do Piauí, onde se discute ser o berço mais antigo do homem americano - será?

Serra da Capivara

Serra da Capivara
Foto: Cláudio W. A. Guimarães

Apesar de praticamente impossível conhecer os mais de 400 sítios arqueológicos com mais de 30 mil pinturas rupestres, não desanime! Você pode desfrutar em poucas horas de um cenário singular exalando um ar contagiante. São diversas trilhas observando não só as pinturas de grande valor cultural, mas as riquíssimas fauna e flora. É plausivelmente um Patrimônio Cultural da Humanidade (UNESCO). A nossa experiência foi fantástica, foram dias degustando o mais delicioso tempero da caatinga - a sua bela e incomparável natureza.

Saco do Mamanguá (Parati – RJ)

Por Família Müller

O município de Parati, no Rio de Janeiro, esconde um dos mais belos refúgios naturais brasileiros: o Saco do Mamanguá, o único fiorde tropical da costa brasileira. Na verdade, trata-se de um braço de mar que avança pelo continente compondo um surpreendente cenário entre as montanhas ocupadas pela Mata Atlântica.

Para desfrutar deste paraíso, o aventureiro pode pegar um barco, seguir por uma trilha difícil ou, na melhor das opções, remar a bordo de um caiaque oceânico a partir de Paraty-Mirim.

Saco do Mamanguá

Saco do Mamanguá
Foto: Divulgação Mamanguá Eco Lodge

O mar cristalino e esverdeado se estende por oito quilômetros até se encerrar no mais bem preservado manguezal da Baía da Ilha Grande. Para adentrá-lo, apenas a bordo dos caiaques ou de um barco a remo. A maré baixa expõe as raízes do mangue onde ficam os caranguejos-vermelhos e aves pernaltas, que os procuram como alimento, apenas um dos destaques da fauna e flora do manguezal. O objetivo final do passeio é a visita à Cachoeira do Rio Grande. Depois de aportar os caiaques numa prainha de areia, segue-se por uma trilha em meio à Mata Atlântica até a cachoeira, com escorrega e poço para banho. Para aproveitar 100% a visita ao Saco do Mamanguá, vale a pena hospedar-se na pousada Mamanguá Eco Lodge , que está em frente ao Pão de Açúcar, a mais bela montanha do fiorde. É um lugar para esquecer-se da vida e vivenciar a natureza do Mamanguá.

SERVIÇOS
Mamanguá Eco Lodge
(11) 9616-0630
(24) 9902-2839
www.mamangua.com.br

CAIAQUE

Aroeira Outdoor
A empresa organiza o passeio de caiaque que leva ao Saco do Mamanguá.
(11) 4402-1541
www.aroeiraoutdoor.com.br

Agreste Pernambucano

Por Márcio Bortolusso, documentarista e montanhista

Agreste Pernambucano

Agreste Pernambucano
Foto: Márcio Bortolusso

Muito se fala do litoral pernambucano, Porto de Galinhas, Olinda e Fernando de Noronha. Mas é no agreste do Estado que estão as melhores aventuras, em quedas d’água, rampas naturais para voo ou trilhas para caminhada e pedal. Após os oito dias que passei pendurado na Pedra do Cachorro abrindo a primeira escalada até o seu cume (440 metros e sensação térmica de até 60ºC), em um dos trechos mais preservados da caatinga, ganhei grandes amigos e conheci a pérola das antigas terras de Lampião. A charmosa Brejo da Madre de Deus é rodeada por montanhas de até 1.200 metros de altitude, grutas, sítios arqueológicos, rico ecossistema e muitas pedras. Na terceira visita, participei da primeira ascensão da espetacular Pedra da Bicuda e, após a investida de outros escaladores e umas 100 vias abertas, Brejo sediará em novembro o IX Encontro de Escaladores do Nordeste.

Corcovado do Litoral Paulista

Por Caio Vilela

Corcovado do Litoral Paulista

Corcovado do Litoral Paulista
Foto: Caio Vilela

Um dos picos mais selvagens e desconhecidos do litoral paulista, o ‘Corcovado’ é uma pedra bastante destacada na Serra do Mar que pode ser vista da Rodovia Rio-Santos, na altura da Praia Dura de Ubatuba.

Com mais de mil metros acima do nível do mar, é um dos picos culminantes da região, ostentando a forma semelhante a uma proa de navio. A caminhada até lá é exigente, mas brindada pela vista de 360 graus em que se observa um bom trecho do litoral paulista, incluindo a pequena península da Ponta da Joatinga, as imediações de Picinguaba, e até os picos mais altos de Ilhabela. Dali, avistam-se também as ilhas das Couves, Comprida, Vitória, Búzios e outras menores, como Prumirim e Porcos.

A caminhada começa no nível do mar e vai até 1.150 metros, em um desnível que pode ser superado em cerca de quatro horas por uma pessoa com bom preparo físico e experiência em caminhadas. O ideal é passar uma noite acampado lá no alto e aproveitar o nascer do sol inesquecível lá em cima.

COMO CHEGAR
A Praia Dura está a 6 km da Praia de Maranduba, onde fica o Camping Clube do Brasil. Bem em frente ao ponto de ônibus, fica a estradinha de terra que leva ao bairro do Corcovado, ponto de partida da caminhada. Vire à esquerda na única bifurcação da estrada e siga direto até o cume.

Timbó (SC)

Por Heitor e Silvia Reali

Timbó

Timbó
Foto: Heitor e Silvia Reali

Nada como desfrutar de uma bela paisagem em lugar distante. Mas isto só não basta para bom um trekking, biking ou escaladas. Para o verdadeiro aventureiro, é preciso um plus a mais: um desafio. Escalar paredões íngremes, pedalar em terrenos alagadiços e caminhar em trilhas ainda pouco exploradas, atravessando riachos com corredeiras de cara feia até que é fácil para quem está com bom preparo físico. Contudo, existe outro tipo de aventura mais interessante: o desafio de conhecer o verdadeiro Brasil, de interagir com sua população, de participar de suas atividades diárias de trabalho, enfim, trocar experiências.

Nossa sugestão é um lugar especial para isso, com cachoeiras, paredões inacessíveis, corredeiras bravas, trilhas no meio de floresta de araucárias e terrenos alagadiços de arrozais. Ao lado de Blumenau, Santa Catarina,a natureza de Timbó é apenas moldura para a prática das atividades de aventura. O que vale é conhecer a colonização italiana, alemã, polonesa e húngara que se apresentam em cada curva de seu trajeto. A hospitalidade é marca registrada do povo dessa região, que além de convidar para provar a culinária típica de seus ancestrais, contará as mais incríveis histórias de seus antepassados para se adaptar a nova terra.

Pedra Riscada (São José do Divino/MG)

Por Edemilson Padilha

Pedra Riscada

Pedra Riscada
Foto: Klaus Fengler

Nesta cidade do leste mineiro, que abriga aproximadamente cinco mil habitantes, localiza-se o maior bloco de rocha granítica do Brasil, a Pedra Riscada. Está aí também o povo mais acolhedor que tive notícia em minhas andanças por nosso País. Ali, as pessoas lhe convidam para tomar café na sua casa e lhe deixam entrar nas fazendas de gado para fazer caminhadas ou para escalar as suas famosas pedras. O local é cheio de estradinhas, rios e montanhas. A mais impressionante é a Pedra Riscada, com vias de escalada de mais de um quilômetro de extensão. A região proporciona atividades de aventura como caminhadas, bike e escalada, mas há que explorar, pois não existem roteiros e agência de turismo. Você vai ter que chegar na pracinha central da cidade e pedir pra algum morador lhe mostrar os locais, ou contratar um guia.

GUIA
Eduardo Viana, de Belo Horizonte, presta serviços de guia de caminhada e escalada na região. Ele abriu as primeiras vias de escalada da montanha.
(31)9914-9629 e (31)3225-4525

Chapada dos Veadeiros/GO

Por Elias Luis

Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros
Foto: Elias Luiz

A 63 km da cidade de Cavalcante, no norte da Chapada dos Veadeiros, está o início da trilha. São 7 km de um percurso bem demarcado, passando por diversas cachoeiras, piscinas naturais e um belo visual da Serra do Ouro Fino, mas nada comparado ao que está por vir.

Após duas horas de trekking, chega-se ao topo da Cachoeira Rei do Prata, de onde é possível avistar uma paisagem deslumbrante, uma linda queda d’água que forma uma piscina de tons graduais de verde, terminando em uma pequena praia de areias brancas, um cenário que lembra em muito o filme “A Praia”. Ótimo para o mergulho livre ou apenas para banhar-se nas águas com mais de dois metros de visibilidade. Este é um roteiro que pode ser feito em um ou até três dias, para quem quiser usufruir melhor cada cenário.

QUEM LEVA
Suçuarana Roteiros e Expedições
www.chapadaveadeiros.com.br

Passos/Delfinópolis –MG

Por André Dib

Passos

Passos
Foto: André Dib

Enquanto eu e a Cassandra, minha esposa, atravessávamos a represa do Rio Grande pela balsa, rumo ao município de Delfinópolis, pensávamos numa maneira diferente de explorar a natureza farta daquela região, algo que nunca tínhamos feito antes: uma travessia a remo pelas águas do Rio Grande. Alguns meses depois, deitávamos o pesado caiaque duplo nas águas translúcidas do rio, ao lado da ponte que liga São João Batista do Glória a Passos, com destino ao porto de Delfinópolis. Estudamos o trecho e dividimos a travessia em dois dias, sempre guiados pela Serra Preta. Foram 56 km onde vivenciamos algo novo em nossas vidas. Acampamos numa praia deserta de areias brancas, e fomos agraciados com um belíssimo pôr do sol. Pelas margens do rio, avistávamos plantações de girassol coroadas pela imponência da grande serra.

Bueno Brandão (MG)

Por Daniel Cotellessa

Bueno Brandão

Bueno Brandão
Foto: Daniel Cotellessa

No extremo sul de Minas Gerais, nas cristas da Serra da Mantiqueira, encontra-se uma região montanhosa com picos de até 1.700 metros de altura, entrecortada por vales em um lugar ainda não muito explorado por aventureiros e amantes da natureza. Típica cidade interiorana, Bueno Brandão possui um população de aproximadamente 11 mil habitantes muito receptivos e hospitaleiros a quem vem de fora conhecer seus atrativos naturais.

A vegetação predominante é a Mata Atlântica, com presença de matas de araucária. No calor, há várias opções para a prática de atividades de aventura: fazer um trekking entre vales e picos com vistas panorâmicas, tomar um banho em uma das diversas cachoeiras, descer rios em ducks, boias ou em botes, tudo é adrenalina garantida. Arvorismo, tirolesa, rapel, cascading, mountain bike, cavalgada e off road não fogem à regra. No frio, o termômetro costuma ir abaixo do zero grau e a paisagem torna-se mais bucólica com geadas e nevoeiros. As cachoeiras também são um espetáculo à parte. Bueno Brandão é conhecida como cidade das cachoeiras, vale muito a visita a umas delas.

Novo Airão (AM)

Por Ricardo Contel

Novo Airão

Novo Airão
Foto: Ricardo Contel

Minha primeira visita à Amazônia ocorreu este ano e tive a oportunidade de me hospedar em quatro hotéis de selva. Cada um com alguma peculiaridade. Desde os mais sofisticados em hotelaria, até um que não havia sequer energia elétrica ou sinal de telefonia celular. Isolamento total. Como estávamos explorando as opções de hotéis próximas ao Rio Negro, por conta da acidez da água, não havia – para nossa grande surpresa – incidência de mosquitos na região.

O momento mais marcante dessa viagem foi quando visitamos o povoado de Novo Airão, próximo ao Parque Nacional Anavilhanas. Lá tivemos a oportunidade de conhecer os “botos de Dona Marilda”. Diz a lenda que Marilda um dia recebeu a visita de um deles, com um arpão atravessado em sua boca, provavelmente ação de um pescador cruel. Marilda, com jeito e delicadeza, conseguiu tranqüilizar o boto e arrancar-lhe o arpão. Desde este dia, o bando de botos vem aumentando. Certamente pelo amor com que Dona Marilda recebe cada um desses dóceis mamíferos.

Paque Natural do Caraça (MG)

Por Marcelo Andrê

Parque Natural do Caraça

Parque Natural do Caraça
Foto: Marcelo Andrê

Caraça é o nome de um trecho da Serra do Espinhaço localizado nos municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, no Estado de Minas Gerais, que recebe esse apelido devido ao formato do rosto de um gigante deitado em parte da serra.

Considerado um santuário ecológico, o Parque compreende uma área de 11.233 hectares onde convivem os ecossistemas da Mata Atlântica e do cerrado. Sua altitude varia entre os 720 e os 2.070 metros acima do nível do mar, com destaque para o chamado Pico do Sol, ponto mais alto da região e da Serra do Espinhaço. Além da geologia exuberante, a biodiversidade também chama atenção. São mais de duzentas espécies de orquídeas, além de exemplares de candeia, macaúba, angico, ipê-amarelo, entre outros, e pelo menos 270 espécies de aves (beija-flores,seriema, tucano-de-peito-amarelo e outras) e 65 espécies de mamíferos como sagui, sauá, quati, suçuarana, raposa, anta, paca, tamanduá-mirim e o lobo-guará, entre outros. Cercado pela Serra do Caraça, o Parque oferece diversas atrações ligadas à natureza, como caminhadas e banhos em piscinas naturais.

Banho de Caiaque em Piracaia (SP)

Por Alexandre Cappi

Piracaia

Piracaia
Foto: Ale Cappi

Que tal tomar um banho de cachoeira após remar por duas belas represas e sem precisar sair de cima do caiaque? Pois é, basta estacionar embaixo das águas e curtir a paisagem que mais se parece com o clássico wallpaper do Windows. Ainda não descobri se a tal cachoeira tem nome, mas para os interessados, ela está exatamente no meio do canal de interligação dos reservatórios do Jaguari e do Jacareí, que com as represas de Piracaia e Atibainha, fazem parte do Sistema Cantareira abastecendo a região metropolitana de São Paulo. Normalmente, há pouco vento na região, o que favorece a remada em todos os tipos de embarcações.


Esta matéria faz parte da Edição 159 da Revista Aventura & Ação.

Conheça melhor a Revista Aventura & Ação:
Canal A&A no EcoViagem / Site Oficial da A&A.

Gostou? ASSINE A&A ou busque seu exemplar nas melhores bancas!

Conecte-se com A&A: Orkut / Facebook / Twitter / Blog

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

Luís Toniolo

 postado: 2/5/2011 11:08:02editar

Muito lindo!!!
Nosso Brasil é belíssimo, com uma natureza exuberante.
Deus nos viu de uma forma muito especial, nos presenteando com esses estrondosos cenários dignos de cartões postais...

Com certeza Luís. Cada vez mais, nosso Brasil nos encanta e atrai turistas de toda parte do planeta.
Você acompanha vários desses belos destinos nas páginas da A&A! Fique ligado!
Abraços!

Carlos Palmeira

 postado: 2/5/2011 21:06:05editar

Eita faltou o parque estadual do Jalapão!!! Um dos últimos paraísos ecólogicos quase que intocáveis no coração do Brasil. Não deixe de conhecer e acessar o site www.portaldojalapao.com.br

Opa! Já conferi de perto os encantos desse deserto molhado! Aguarde matéria especial em breve!
É assinante? Se não, consulte nosso site!
www.aventuraeacao.com.br
Camila Fróis, editora

José Adriano

 postado: 4/5/2011 23:00:11editar

Como CARLOS PALMEIRAS falou! Eita, faltou o Parque Nacional da Chapada Diamantina. O terceiro melhor trekking do mundo. Lá vocês vão perceber como foi formado o planeta Terra.

Isso aí José, a Chapada Diamantina também é demais! Vale a pena conferir!

Cris Voigt - www.nabagagemtv.wordpress.com

 postado: 5/5/2011 07:23:17editar

Parabens pela matéria!
Suscinta e objetiva, mas que da muita vontade de conhecer este Brasil( realmente) abençoado por Deus, com tanta beleza!
Abs

 

Pedro Paulo

 postado: 5/5/2011 13:49:04editar

Muito boa a matéria. Sugestão: Incluir se possivel informações como pousadas, hoteis nos locais bem como os pontos de partidas de excursões, etc. Talvez seja querer muito!
Parabens,
Abcs

Olá Pedro, sempre que possível incluímos estas informações em nossas matérias. Vale lembrar que o próprio site Ecoviagem é uma excelente ferramenta de consulta, onde você encontra informações sobre hospedagem, roteiros de aventura, operadoras, etc. é só pesquisar aí em cima!

Abraços!

Damaris Buieno

 postado: 5/5/2011 14:36:44editar

Maravilhoso, Piracaia e Atibainha acima eu conheço a muitos anos, tenho amigos por lá. Vale conferir de perto cada dica!!! Damaris Bueno

 

Erika Iorio

 postado: 6/5/2011 08:14:48editar

O Brasil deve e merece ser conhecido. Recentemente fui ao Petar. Diferente de tudo que já vi. Cada local tem sua maravilha se olharmos com olhos locais. Nenhum se compara a outro. Linda matéria: sucinta e global.

Obrigada pelos elogios! Já conhece a Revista Aventura&Ação?
www.aventuraeacao.com.br
Faça sua assinatura e confira roteiros exclusivos no Brasil e no mundo!

Rafael Marques

 postado: 6/5/2011 10:04:40editar

Como não colocar as Reentrâncias Maranhenses, litoral oeste do Maranhão, com a maior floresta contínua de manguezais do planeta, incontáveis ilhas, baías, praias selvagens, estuários? www.ilhadoslencois.com

Olá Rafael! Tudo bem?
A proposta dessa matéria era revelar refúgios pouco conhecidos!
Na edição de aniversário de 11 anos, tivemos uma seleção de destinos clássicos como os Lençóis, Chapadas Dimantina e dos Veadeiros, Pantanal, Noronha, etc.
Se tiver interesse, pode pedir o exemplar na editora Aventura&Ação!
www.aventuraeacao.com.br
abs

Rafael Marques

 postado: 6/5/2011 11:22:10editar

Por isso mesmo! As Reentrâncias Maranhenses é um dos trechos litorâneos menos conhecidos (e um dos mais preservados e selvagens) do país.

Anotada a dica! teremos um especial no Maranhão em breve! abs

Edmar Oliveira

 postado: 7/5/2011 07:59:50editar

E o Amapá amigo...será possível um espaço para divulgar os atrativos deste Estado? com o maior parque de florestas tropicais, com o maior rio do mundo, com belezas cêneicas invejaveis...Vamos fazer uma matéria para encantar turistas... As guianas estão chegando pelo norte através de uma ponte binacional. Um abraço, Edmar Oliveira - Biólogo e condutor.

Olá Edmar! Confira a edição da Aventura&Ação 163, que está em bancas com uma ótima reportagem sobre o Amapá! Se tiver dificuldades de encontrar em banca, pode comprar um exemplar avulso ou fazer sua assinatura! Temos roteiros pelos destinos de aventura mais autênticos de todo Brasil!
Camila Fróis
www.aventuraeacao.com.br

Noiran Khouri Delpin

 postado: 8/5/2011 14:48:12editar

O Brasil tem uma diversidade fantástica, pena que muitas não são divulgadas, tal como o Salto dos Macacos, de uma beleza ímpar dentro da Floresta Atlântica, na Cidade de Morretes/PR, 62 km de Curitiba. Necessário contratar guias, pois é um local de dificil acesso, mas para os amantes da natureza não há local melhor. Valeu a pena conferir. Noiran K. Delpin

 

Elisabete

 postado: 19/5/2011 09:46:54editar

Gostei muito da reportagem, algumas dessas aventuras tive o prazer de fazer, faço parte de um grupo de ecoturismo no RJ. Tem um lugar que achei fantástico que é em Ponta Negra Paraty. Com uma caminhada de 2 horas chega-se a uma cahoeira que vem da montanha e cai no mar.

Que demais Elisabete, deve ser realmente uma paisagem de tirar o fôlego!


 

Veja também

Entre a serra e o mar do ParanáRevista Aventura & Ação Ed. 162 - Aventura em todos os cenários

 

editar    editar    editar    0 visitas    12 comentários