Artesanato da palha do ouricuri: preservação do meio ambiente e sustento das famílias das artesãs do Pontal do Coruripe/AL

Desenvolvimento sustentável efetiva qualidade de vida das artesãs e do ecossistema local

  
  

Desenvolvimento sustentável é o incremento capaz de suprir necessidades de uma determinada comunidade através da geração de emprego e renda, executando maneiras de explorar matérias-primas renováveis e transformá-las em produtos a serem convertidos em mercadoria. É o modelo desenvolvimento que explora o meio ambiente de forma responsável, sem agredi-lo, não esgotando assim os recursos naturais, o que promove, de forma funcional, o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental. É seguindo estes preceitos que a Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe tem conseguido implementar a melhoria das condições de vida de suas associadas e respectivas famílias, por meio da manufatura dos belíssimos artigos artesanais confeccionados a partir do manuseio responsável dos recursos naturais do local (palha da palmeira ouricuri), chegando, inclusive, a exportar os itens fabricados a países europeus, principalmente.

De acordo com Manoel Santos, presidente da Adelisco (Agência de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável de Coruripe) e um dos maiores apoiadores da Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe, o planejamento e reconhecimento sobre a escassez dos recursos naturais são dois pontos cruciais para o desenrolar de um projeto de desenvolvimento sustentável, além de proporcionar a famílias carentes a sustentabilidade econômica, promovendo a qualidade de vida dos envolvidos, como no caso do município do Litoral Sul alagoano, onde a citada associação, através da manufatura do artesanato proveniente da palha da palmeira ouricuri, garante, às proles das associadas, o sustento, através comercialização dos belos itens artesanais e divisão dos lucros obtidos.

O conceito de desenvolvimento sustentável representa uma inovadora maneira de endossar a economia de uma nação, levando sempre em conta a responsabilidade ambiental para garantia da renovação da matéria-prima extraída, e assim, consequentemente, manter o ecossistema doador sem grandes avarias, estabelecendo-o como contínua fonte de extração, tanto para a atualidade como para as futuras gerações. No caso de Coruripe, A Associação das Artesãs do Pontal, uma paradisíaca praia que ostenta sua beleza como cartão-postal do Litoral Sul alagoano, explora a biodiversidade local, ou seja, as artesãs associadas se apoiam, para a realização do processo de desenvolvimento sustentável propriamente dito, no que o ecossistema local tem para oferecer: a palha do ouricuri, uma espécie de palmeira (Syagrus coronata), facilmente encontrada na região, mas que, através de exploração degradatória, sem responsabilidade ambiental, poderia ser extinta, o que não acontece no caso do desenvolvimento sustentável, pois as artesãs de Coruripe têm consciência de que, para continuar a manufatura do seu artesanato, há que se preservar a espécie. “O que elas realizam, de fato, é a própria preservação do meio ambiente, a reciclagem da fonte de matéria-prima para assim, garantir o pão de cada dia de seus familiares”, disse Manoel Santos.

O desenvolvimento sustentável é vital para os países mais pobres, devendo ser adotado por comunidades mais carentes como forma de geração de emprego e renda, contribuindo para a sustentabilidade dos usuários do referido modelo, pois se traduz num tipo de desenvolvimento global que incorpora os aspectos de desenvolvimento ambiental no modelo de desenvolvimento sócio-económico, procurando suprir as necessidades das gerações atuais, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprirem suas próprias necessidades, o que significa possibilitar que ambas as gerações obtenham um patamar benéfico de desenvolvimento sócio-econômico e de realização humana e cultural, transformando o benefício não só para si como para todo o ecossistema, promovendo uma interação do homem como o meio ambiente, preservando as espécies e seus habitats.

Presente de natal

Os belos produtos artesanais produzidos pelas mulheres da Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe podem ser excelentes opções para presentear pessoas queridas neste natal. Bolsas, chapéus, cestos, porta-jóias, mandalas, abajures, jogos americanos, dentre outros, com preços variados, os artigos artesanais, além de belos, são de grande funcionalidade. A opção, além de brindar amigos e familiares, torna-se presente às famílias das associadas, e o meio ambiente agradece.

Fonte: Prefeitura Municipal de Coruripe

  
  

Publicado por em