Artesanato organizado muda realidade de artesãs de Jericoacoara

Os ganhos melhoraram 90% com o programa

  
  

Mundo Jeri, é uma associação de crocheteiras, em Jericoacoara, que tem o apoio do SEBRAE, prefeitura e Mtur, para organizar o setor local de artesanato e a produção associada ao turismo.

Antes, sem muito conhecimento sobre a amplitude do trabalho e das possibilidades, as artesãs trabalhavam individualmente e de forma informal. “No começo as mulheres não queriam deixar de fazer as peças e vender na praia para participar de um curso oferecido pelo programa”, conta Maria Diana de Souza, artesã e coordenadora da associação. “Com o tempo foram vendo a importância de trabalhar juntas”, comenta.

Atualmente as 20 artesãs da associação são organizadas, dividem despesas e lucros. A mais recente conquista foi uma loja na rua principal para comercializar os produtos, que passaram por uma “consultoria” e estão dentro de padrões de tendência de moda e qualidade. “A maioria sustenta a família com esta atividade. Houve um aumento de 90% nos nossos ganhos”, revela Diana, em mesa de debates realizada no Salão de Turismo.

“Mas, muito mais que organização, o programa transforma a realidade familiar. Há uma mudança comportamental, as artesãs ganham como seres humanos e estão com a autoestima elevada”, diz Tomaz Machado, do Sebrae – CE, que junto com José Osmar Fonteles, da prefeitura Jericoacoara, também participaram do evento.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em