Artesãs que trabalham com fibra de buriti fecham negócio na Feira da Agricultura Familiar

O projeto Talentos do Brasil, da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, entrega hoje (9) à rede Farm 200 mochilas de fibra de buriti

  
  

O projeto Talentos do Brasil, da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, entrega hoje (9) à rede Farm 200 mochilas de fibra de buriti – fruto do primeiro contrato fechado pela Cooperativa Nacional Marca Única (Cooperunica) do Maranhão. O primeiro negócio da cooperativa, que reúne todas as associações abrigadas no projeto Talentos do Brasil, foi fechado depois que o protótipo de mochila de fibra de buriti foi aprovado pela rede lojista, a partir de um modelo apresentado às artesãs.

Maria de Lourdes Rodrigues, a Lourdinha, da Cooperunica, explicou que a palha do buriti é retirada diretamente da palmeira e depois tratada pelas artesãs. A presidente da Cooperunica, Eva Kuffner, disse que a expectativa é muito grande nesta nova edição da feira, a maior do gênero da América Latina. “A gente vai procurar exportar. A gente vai chegar lá, com certeza”, afirmou.

Para Eva, todo o artesanato do Talentos do Brasil tem boa aceitação. Ela destacou como exemplos a palha do Nordeste e a lã pura do Rio Grande do Sul. “Todos os produtos do programa são bem aceitos em qualquer lugar que a gente vai.”

O projeto do ministério participa de todas as feiras da agricultura familiar desde o primeiro lançamento. A coordenadora do programa, Patricia Mendes, lembrou que a maioria dos grupos foi identificada durante a realização desses eventos. “É uma oportunidade de apresentar, aqui na feira, realmente o que existe de artesanato da diversidade brasileira.”

Ela explicou que, nesta nova edição, o projeto Talentos do Brasil mostra uma visão mais profissionalizada. A entidade lançou, durante a feira, o catálogo com a nova coleção no Brasil, já divulgado este ano na edição da Feira Pret a Porter da França, em Paris. “Foi um grande sucesso de aceitação dos produtos brasileiros”, disse Patricia.

Fonte: Agência Brasil
Esta notícia está licenciada sob Licença Creative Commons de Atribuição 2.5

  
  

Publicado por em