Atelier em Campo Largo (PR) é um dos premiados do Top 100

Iniciativa do Sebrae Nacional premia as 100 melhores unidades de produção artesanal do País; a pequena empresa Fedalto & Otero vence pela segunda vez.

  
  
Marcelo Fedalto em sua oficina

O Atelier Fedalto & Otero Ltda., uma pequena empresa localizada em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, é um dos vencedores da segunda edição do Prêmio Top 100 de Artesanato, promovido pelo Sebrae Nacional. O prêmio identifica e aponta as 100 melhores unidades de produção artesanal do País, com destaque para suas linhas estéticas e culturais e também para sua dimensão social, econômica e ambiental, fatores que influenciam nos critérios de compra de lojistas e consumidores finais.

Esta é a segunda vez que a empresa Fedalto & Otero é reconhecida pelo Top 100, que é realizado a cada dois anos. A primeira premiação foi em 2007.

Os artesãos Anderson Otero e Marcelo Fedalto administram uma produção de objetos de decoração desde 2003. O forte da empresa é a produção cerâmica, com tinta que imita madeira. Anderson e Marcelo optaram por Campo Largo por ser uma região rica em matéria-prima e considerada polo na produção cerâmica no Estado.

Em 2005, o pequeno atelier deu um salto de qualidade. Graças a um programa do Governo Federal, conseguiu financiamento de R$ 30 mil para preparar a empresa para exportações. “O Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) e o MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) nos ajudaram muito. Nossas embalagens mudaram, desenvolvemos uma marca e conseguimos registrá-la”, afirma Anderson Otero.

Vasos, estátuas, máscaras e imagens barrocas estão entre os artigos que mais chamam a atenção do público. A Fedalto & Otero foi inaugurada em 2003 e virou empresa formal em 2004. Desde então, a empresa é cliente do Sebrae/PR.

Formado em Administração, Anderson largou um emprego fixo, depois de 20 anos com carteira assinada, para investir no artesanato. Decidiu aliar o negócio à vocação turística da região, razão pela qual a empresa é uma das participantes do Projeto Rota dos Tropeiros, uma iniciativa do Sebrae/PR, Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG), Secretaria de Turismo do Paraná e suas vinculadas Ecoparaná e Paraná Turismo. A Rota dos tropeiros abrange 16 municípios paranaenses.

Mercado

Hoje, a Fedalto & Otero emprega 15 pessoas que produzem uma média de 30 mil peças ao ano, que são comercializadas em lojas de todo o Brasil. A última novidade da empresa foi o desenvolvimento de peças com gesso emborrachado, uma mistura de gesso, ferro e emborrachamento industrial.

A empresa participa ainda de eventos como a São Paulo International Gift Fair, uma das mais importantes feiras do setor de utilidades domésticas, mesa posta e presentes do País.

“O Sebrae/PR abriu os nossos caminhos para o mercado. Passamos a nos preocupar com a gestão do negócio. O artesão precisa ser profissional. A empresa precisa estar funcionando bem. Com o Sebrae, passamos a gerenciar melhor nossas informações e melhoramos muito o nosso marketing e a nossa gestão comercial”, conta Anderson.

Para o coordenador estadual do Turismo e Artesanato do Sebrae/PR, Aldo Cesar Carvalho, os artesãos paranaenses têm no Prêmio uma oportunidade de desenvolvimento. "O Top 100 dá visibilidade ao artesanato paranaense e mostra que temos boas produções, com qualidade e inserção no mercado", diz.

O turismo também sai ganhando com a identificação dessas 100 melhores unidades artesanais, visto que o artesanato está ligado ao fortalecimento do setor, na avaliação do coordenador estadual do Sebrae/PR.

Premiação

Os vencedores da segunda edição do Prêmio estão distribuídos em 24 estados e no Distrito Federal. A lista completa com o resultado final da premiação está no endereço http://www.info.sebrae.com.br/br/umc/top100_final.pdf. A cerimônia de premiação será realizada no Rio de Janeiro ainda no primeiro semestre do ano.

Os vencedores recebem o custeio de deslocamento e de hospedagem para a participação no evento. Ganham também uma autorização de uso do selo 'Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato - 2ª edição', além de um certificado de premiação e da divulgação de três produtos nos sites do Sebrae Nacional e do Sebrae nos estados, no CD promocional e no catálogo do prêmio.

Após a premiação, haverá dois dias de rodadas de negócios no Rio. Os premiados terão direito à participação em outra rodada de negócios daqui seis meses, ainda sem data e local definidos.

Seleção

A segunda edição do Top 100 de Artesanato recebeu 1.025 inscrições, entre artesãos independentes ou ligados a associações e cooperativas, além de micro e pequenas empresas, em todo o Brasil. No Paraná, foram 47 pré-inscrições, das quais 21 foram efetivadas.

Dos inscritos no País, os 188 mais bem pontuados receberam a visita de consultores especializados para avaliar in loco as informações recebidas. Depois dessa análise, 150 unidades foram selecionadas para serem avaliadas pela comissão julgadora.

Na premiação deste ano, os inscritos foram avaliados em 11 critérios: grau de inovação dos produtos, adequação econômica dos produtos, adequação ergonômica dos postos de trabalho, adequação ambiental, eficiência produtiva, adequação cultural, adequação logística, qualidade percebida, práticas comerciais, responsabilidade social e gestão estratégica da unidade. (Com ASN Nacional)

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias no Paraná (http://asn.sebraepr.com.br)
sebrae@pr.sebrae.com.br
Assessoria de Comunicação - (41) 3330-5895 ou (41) 3330-5846

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em