Jóias e artesanato estão na Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional do Pará

As jóias e o artesanato mineral produzidos no Pará estarão na I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional

  
  

As jóias e o artesanato mineral produzidos no Pará estarão na I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, promovida pelo Ministério da Integração Nacional, em parceria com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). O evento acontecerá de 24 a 27 de março, no Centro de Convenções de Salvador (BA).

Em um trabalho conjunto com o governo do Estado, via Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), Ministério da Integração e Sebrae do Pará, o Instituto de Gemas e Jóias da Amazônia (Igama), instituição que gerencia o Pólo Joalheiro, fará a comercialização de peças produzidas em Belém, Parauapebas e Floresta do Araguaia. Também haverá demonstração de lapidação de gemas minerais, feita por profissionais de Parauapebas vinculados à Associação de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável de Parauapebas (Adlisp).

Além da diretora-executiva do Igama, Rosa Helena Neves, o Pólo Joalheiro será representado pelos produtores Adalberto Rodrigues, presidente da Associação dos Joalheiros do São José Liberto no Estado Pará (Ajepa) e Alexandre Santiago, da empresa HS Criações. O Igama participará ainda da Rodada de Negócios no dia 26, sob a coordenação do Sebrae da Bahia.

Vitrine - A I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, que ocupará cerca de 80m² do Centro de Convenções, é uma grande vitrine da produção dos espaços beneficiados pela Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Os organizadores visam gerar oportunidades de negócios, principalmente na Rodada, que reunirá mais de 50 produtores, entre associações, cooperativas e potenciais compradores selecionados.

Os produtos serão expostos em 20 estandes, todos retratando na decoração traços culturais marcantes das regiões de origem. As jóias, gemas e o artesanato mineral dividirão espaço com a produção de outras regiões, como queijos, polpas de frutas, mel, alimentos de peixe, doces, derivados de cana de açúcar, castanha, vinhos, cachaça, móveis, confecções, plantas ornamentais, fiação e tecelagem, sementes orgânicas e roteiros turísticos.

O evento, que será aberto pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, também terá uma vasta programação técnico-científica, para debater temas ligados às políticas de desenvolvimento regional. Da temática dos debates constam “Desenvolvimento Regional no Brasil: Paradigma em Transformação e Perspectivas”, “Financiamento do Desenvolvimento Regional” e “A Importância das Relações Transfronteiriças para o Desenvolvimento Regional”.

Segundo Márcia Damo, secretária de Programas Regionais do Ministério da Integração Nacional, “as ações do Ministério alcançam espaços regionais em todo o território nacional e mobilizam diferentes atores sociais. Os produtos apresentados na mostra resultam da valorização e do aprimoramento de habilidades produtivas de comunidades pertencentes aos vários espaços prioritários da PNDR”.

Fonte: Secretaria de Turismo do Pará

  
  

Publicado por em