Parceria entre Sebrae e Fundação Cultural beneficiará artesãs tocantinenses

Projeto vai promover geração de renda para mulheres e estimular desenvolvimento local por meio da produção artesanal e turística

  
  

Impulsionar a autonomia econômica e financeira de mulheres do Bico do Papagaio e Jalapão é o foco do contrato assinado pelo Sebrae Tocantins e Governo do Estado, por meio da Fundação Cultural, que contará com ação conjunta da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres.

Segundo o superintendente do Sebrae, Paulo Massuia, o projeto “Trabalho, Artesanato, Turismo e Autonomia das Mulheres” prevê recursos da ordem de R$ 660 mil, que serão aplicados em capacitações e aperfeiçoamento profissional direcionado à produção artesanal local, na perspectiva da igualdade de gênero, raça/cor e etnia, da economia solidária, da sustentabilidade ambiental e da valorização do trabalho das mulheres e culturas locais.

A implantação das ações acontecerá em regiões cuja produção artesanal tem grande potencial para promover desenvolvimento, geração de renda, ocupação e trabalho. Para o alcance de resultados satisfatórios as ações serão divididas em dois módulos. O primeiro atenderá às artesãs do capim dourado, na região do Jalapão, nos municípios de Mateiros, São Félix do Tocantins, Lizarda, Rio Sono, Novo Acordo, Lagoa do Tocantins e Santa Tereza do Tocantins.

No segundo módulo, foram incluídos os municípios de Sampaio, Axixá do Tocantins, Buriti do Tocantins, Carrasco Bonito, São Miguel e Itaguatins. Estão previstas oficinas de design, comercialização dos produtos, aproveitamento da matéria-prima, gestão de produção e direito da mulher.

Para a diretora-técnica do Sebrae/TO, Mila Jaber, o projeto vem ao encontro da necessidade de grande parte das mulheres dessas regiões, promovendo a integração entre produção artesanal e desenvolvendo as atividades turísticas. “Ainda que as artesãs estejam galgando mais espaço no mercado de trabalho, a desigualdade e a discriminação ainda persistem no âmbito salarial. Esta iniciativa busca viabilizar autonomia econômica para essas mulheres, ao mesmo tempo em que gera desenvolvimento local”, enfatiza a diretora.

As atividades do projeto terminam em dezembro deste ano e a meta é atender cerca de 600 mulheres, com carga horária de capacitação em torno de quatro mil e quinhentas horas. A realização do projeto terá ainda a parceria das prefeituras, Associações de Artesãs, Grupos de mulheres e Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres/TO.

Serviço:

Assessoria de Imprensa do Sebrae - Fone: (63) 3219-3302 - Central de Relacionamento do Sebrae/TO – 0800-570-0800 - www.to.sebrae.com.br.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em

MAGNA MARCIA MARTINS

MAGNA MARCIA MARTINS

11/03/2010 21:55:27
Gostaria que o SEBRAE também realizasse cursos de captação e geração de renda com o desenvolvimento do artesanato local em minha cidade, com o uso da reciclagem e tabalho sustentável, seria muito bom para o Vale do Ribeira desenvolver estas atividades, no momento estamos nos reunindo num grupo de 20 artesãos, com o apoio da refeitura local estamos iniciando uma loja de produtos artesanais na praça da cidade. Como conseguir o apoio do SEBRAE em nossos projetos ou de INDUSTRIAS que apoiassem este ramo social e depois descontassem no imposto de renda?

Equipe EcoViagem

Equipe EcoViagem

Olá Magna, Para obter as informações sobre o apoio do Sebrae, entre em contato através do site deles: www.sebrae.com.br. Lá vocês poderão contatá-los. Agradecemos o contato, Equipe EcoViagem