Sisal, transformado em arte, é reconhecido pelo Top 100

Pela segunda vez, artesãs do Rio Grande do Norte ficam entre as 100 unidades mais produtivas do País

  
  
Trabalho artesanal feito por trabalhadores de Natal: reconhecimento e prestígio por conquista do Top 100

Perseverança, crença no próprio talento e busca de um futuro melhor. A luta de um pequeno grupo de mulheres deu origem à Associação de Artesãos Lajes Pintadas. Quando a cooperativa de Natal (RN) fechou, elas não se deram por vencidas. Procuraram o Sebrae e conseguiram se organizar. Há oito anos, formalizaram o negócio e se capacitaram para viver do sisal, matéria-prima usada para confeccionar artigos como bolsas, souplats, jogos americanos e porta-jóias.

Pela segunda vez, reconhecidas pelo Top 100 de Artesanato, prêmio conferido pelo Sebrae Nacional, as mulheres de Lajes Pintadas, município a cerca de 200 km da capital, renovam a esperança de um futuro melhor. “A gente não sabia nada e fizemos muitos cursos como design e comercialização. “Aprendemos um bocado. Hoje, a associação tem 42 mulheres e o trabalho delas representa metade do dinheiro da casa”, afirma a tesoureira da associação, Maria Torres.

Com apoio do Sebrae/RN, elas também aprenderam técnicas de tingimento natural do sisal. Com chá de ervas e raízes, conseguiram cores diferentes como o vermelho e o marrom e, com isso, sofisticaram a produção de peças.

O Top 100 representou uma virada importante para as artesãs. Ao participar da rodada de negócios, elas fecharam contrato com a Tok Stok, uma das mais importantes lojas de decoração e acessórios do País. Com o contrato, que se mantém até hoje, elas vendem 150 frasqueiras por mês.

“Como era uma loja muito grande, ninguém imaginava que era possível chegar lá. Subimos um degrau enorme”, sintetiza Maria Torres.

Com sede própria, conseguiram ainda maquinários para costurar sisal e teares, com apoio do Programa de Desenvolvimento Familiar, do governo federal. A produção total é de 300 peças e a maioria ainda é vendida no Rio Grande do Norte, mas confiantes por mais um reconhecimento do Top 100, as artesãs acreditam que podem ampliar os negócios. A proposta delas agora é multiplicar as vendas.

“O prêmio significa muito e a rodada de negócios é importante demais porque é uma chance de mostrar nossos produtos de sisal e também de pedra sabão. Estamos com muita esperança”, resume Maria Torres.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias - (61) 3348-7138
Associação de Artesãos Lajes Pintadas - (84) 3691 0173

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em

Erica jacsselle

Erica jacsselle

04/05/2009 16:56:32
É muito importante para a nossa sociedade, fora que é lindo, parabens a todos