Comunidade da Chapada dos Guimarães ganhou centro multiuso

O local será usado para capacitação, eventos, reuniões e ações culturais

  
  
A comunidade foi beneficiada com a construção de dez poços artesianos e projetos de produção sustentável / Divulgação

A Comunidade São Jerônimo, localizada no entorno do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

em Mato Grosso, acaba de inaugurar um Centro Comunitário de uso múltiplo.

Construído pela empresa de cosméticos Natura, que acessou o conhecimento tradicional associado ao patrimônio genético da negramina na comunidade, o centro comunitário é parte da contrapartida da empresa pelo conhecimento recebido.

Além do centro, que será usado para capacitação, eventos, reuniões e ações culturais, a comunidade também foi beneficiada com a construção de dez poços artesianos e projetos de produção sustentável, totalizando um investimento de R$ 400 mil ao longo de dois anos de trabalho conjunto.

Uma equipe de servidores do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães participou das análises para contrapartida do projeto de compensação sócioambiental.

Foram realizadas diversas oficinas para definir o uso dos recursos e sua melhor aplicação na comunidade.

Negramina

As folhas da negramina são usadas pela comunidade São Jerônimo como ingredientes de chás, para banhos revigorantes e como tratamento para o estômago.

O conhecimento dos usos tradicionais e medicinais da planta foi empregado pela Natura para a criação do conceito do perfume "Encantos de Capitiú", da linha Natura Ekos.

Para o uso comercial, as folhas estão sendo coletadas por comunidades próximas a Belém, de onde se extrai o óleo essencial que é base para o perfume. Capitiú é o nome popular da negramina na Amazônia.

A comunidade São Jerônimo está localizada no sopé do morro São Jerônimo, um dos principais pontos turísticos do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: ICMBio

  
  

Publicado por em