Grupos de cinco cidades pernambucanas serão beneficiados com artesanato

As encantadoras Bonequinhas da Sorte, imortalizadas por artesãos pernambucanos, vão fazer parte de uma nova linha de produtos do sofisticado mundo da perfumaria, representado pela gigante do mercado nacional O Boticário. A partir d

  
  

As encantadoras Bonequinhas da Sorte, imortalizadas por artesãos pernambucanos, vão fazer parte de uma nova linha de produtos do sofisticado mundo da perfumaria, representado pela gigante do mercado nacional O Boticário.

A partir de maio, 24.500 peças serão vendidas nas 240 franquias da empresa no Rio de Janeiro e em São Paulo. A venda vai beneficiar 530 artesãos de grupos produtivos das cidades de Olinda, Garanhuns, Carpina, Gravatá, além da capital do Estado, Recife.

A nova aquisição da empresa de cosméticos paranaense é resultado de parceria com o Sebrae e a organização não-governamental Visão Mundial, pelo projeto Grandes Compradores. O lançamento do projeto será realizado no dia 10 de maio, no Rio de Janeiro, durante celebração da Semana Mundial de Comércio Justo.

Este ano, com o tema focal da promoção dos direitos das crianças, o evento pretende mobilizar produtores, compradores e consumidores para debates sobre o movimento que propõe relações comerciais justas em todo o mundo.

O Comércio Justo é um movimento que propõe desenvolvimento sustentável, melhores condições de troca e garantia dos direitos para produtores e trabalhadores que estão à margem do mercado.

"A proposta do projeto é abrir mercados para os pequenos produtores e criar condições para a geração de emprego e renda nessas comunidades", explicou a coordenadora nacional do Comércio Justo no Sebrae, Louise Machado.

Mesmo com toda a tradição na produção das lembrançinhas características do povo pernambucano, entre os artesãos a idéia de associativismo surgiu no ano passado com uma visita dos técnicos do Sebrae e da Visão Mundial às comunidades. Os técnicos realizaram trabalhos de identificação, formação e treinamento de grupos de artesãos.

Os grupos receberam capacitações técnicas, de gestão e de empreendedorismo, se organizaram e ganharam posição relevante no mercado. Os artesãos, que antes viviam de uns trocados pelo trabalho de desfiar fios de meias, agora poderão sustentar a família com a renda gerada a partir da produção e comercialização das bonequinhas.

"A iniciativa vai promover o desenvolvimento de pequenos produtores e a geração de emprego e renda para comunidades menos favorecidas. O projeto é símbolo das instituições parceiras na prática do comércio justo no País, que envolverá uma grande rede, formada por franqueados, franqueadores, fornecedores, consultores e consumidores", afirma a gerente de Responsabilidade Social do Boticário, Márcia Vaz.

De acordo com a coordenadora dos projetos pela Visão Mundial, Renata Cavalcanti, a idéia é de que os grupos se emancipem e ampliem os trabalhos realizados pelo projeto. "Se as vendas continuarem, cada artesão garantirá pelo menos um salário mínimo por mês", explicou Renata. Ela completou dizendo que o próximo passo será buscar estratégias para abertura de novos mercados e oportunidades de negócios nos cenários nacional e internacional.

Projetos-piloto

O projeto que envolve a gigante dos cosméticos O Boticário é um dos cinco pilotos desenvolvidos desde o ano passado entre o Sebrae e a Visão Mundial para promover o fortalecimento do acesso igualitário aos mercados por parte de micro e pequenos empreendimentos com base nos princípios, valores e critérios do Comércio Justo e Solidário.

Ao todo, 4.533 pessoas, entre grupos de pequenos produtores, artesãos, cooperativas e associações de vários municípios, devem ser beneficiadas. Com a proposta de promover o desenvolvimento econômico, o acesso a mercados e justas condições de comercialização, o projeto contempla ações nas áreas de monitoramento e garantias de Comércio Justo, compras governamentais, grandes compradores nacionais, mercado externo e mercado nacional agrícola, com foco em supermercados.

Fonte: Sebrae

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Rayana

Rayana

08/04/2010 20:00:47
EU ADOREI O TEXTO!!!*:)*

Elaine Neves Pellegrinelli

Elaine Neves Pellegrinelli

17/11/2008 11:02:09
Achei um projeto maravilhoso!!PARABÉNS
Eu tb faço mini bonecas da sorte,elas são bem pequeninas,3cms.
Estou vendendo em Tiradentes,Mg,mais aqui em minha cidade ,ainda não consigo arrumar compradores.Moro em São João Del Rei.
QUEM SABE UM DIA TEREI SORTE DE TER AS MINHAS BONEQUINHAS EM VÁRIAS CIDADES..É O MEU SONHO....
ABRAÇOS