Blocos tomaram conta das ruas do Rio de Janeiro no último dia de carnaval

De acordo com o presidente da associação que reúne os blocos da cidade, cerca de 200 mil pessoas brincaram o carnaval deste ano nos blocos mais tradicionais da cidade

  
  

Cerca de 16 blocos desfilaram ontem (24) pelas do Rio de Janeiro. Dois representantes da zona norte, os rivais Bafo da Onça e Cacique de Ramos, fundados em 1956, esquentaram os tamborins na Avenida Rio Branco, no centro da cidade, a partir das 18h e 20h, respectivamente.

Antes, o Tô que Tô Sem Fim concentrou os foliões às 14h, na rua Gilberto Cardoso, no Leblon. Também desfilaram ontem, a partir das 15h, o Bloco da Ansiedade, em Laranjeiras; o Bloco dos Cachaças, na Barra da Tijuca; e o Só Pra Ver o Que Vai Dar, em Botafogo.

Às 16h, foi a vez do Bagunça Meu Coreto, no bairro das Laranjeiras; Meu Bem Volto Já!, em Copacabana; o Quizomba, na Lapa; Se Me Der, Eu Como!, na Tijuca, e o Zoobloco, na Praça Quinze.

A Banda de Ipanema também saiu na tarde de ontem pelas ruas do bairro; o Empurra Que Pega desfilou pelo Leblon; o Bloco A Rocha, formado por ex-alunos da Pontífice Universidade Católica (PUC/RJ), animaram os moradores da Gávea, além do Vagalume, no Jardim Botânico, e as Carmelitas, em Santa Teresa.

De acordo com o presidente da associação que reúne os blocos da cidade, conhecida como Sebastiana, Nei Barbosa, cerca de 200 mil pessoas brincaram o carnaval deste ano nos blocos mais tradicionais da cidade, entre eles, o Barbas, Simpatia é Quase Amor, Suvaco de Cristo, Carmelitas e o Bloco Escravos da Mauá.

Logo após os festejos de carnaval, a Sebastiana e a prefeitura do Rio de Janeiro vão se reunir para avaliar a participação dos blocos no carnaval deste ano. O objetivo é saber o que pode ser melhorado para o a festa de 2010. Uma das sugestões é ampliar o número de blocos, disse Nei Barbosa para a Agência Brasil.

Fonte: Agência Brasil
Esta notícia está licenciada sob Licença Creative Commons Atribuição 2.5.

  
  

Publicado por em