Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Social > Festas, danças e manifestações regionais > 

Castelo do Piauí / PI prepara 5ª edição do Cachaça Fest

Com foco no agronegócio, geração de novos postos de trabalho e em setores como turismo e gastronomia, o Cachaça Fest começa na próxima sexta-feira (24)

22 de Julho de 2009.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Uma invenção brasileira. Assim pode-se definir a cachaça, bebida destilada que tem a cara do Brasil. A bebida foi criada pelos escravos, por puro acidente, segundo alguns historiadores. Os escravos manipulavam a cana para o preparo do açúcar. Era costume que separassem, sem que seus senhores soubessem, uma parte da produção para consumo nas senzalas. Por um descuido, um dia a massa da cana fermentou e nasceu assim a cachaça.

A bebida feita a partir do melado da cana é produzida em todo o País. Segundo a Federação Nacional das Associações dos Produtores de Cachaça de Alambique (Fenaca), o Brasil produz 300 milhões de litros de cachaça de alambique por ano, com trinta mil produtores.

Com foco nesse agronegócio, na geração de novos postos de trabalho no segmento e em outros setores, como turismo e gastronomia, começa no Piauí na próxima sexta-feira (24), prosseguindo até domingo (26), o Cachaça Fest, no município de Castelo do Piauí, distante a 190 quilômetros ao norte de Teresina.

“O agronegócio da cachaça colabora de forma eficiente para a geração de trabalho e de renda no Estado. Nos últimos anos, com o apoio do Sebrae/PI e dos demais parceiros, o setor tem conquistado qualidade, melhor processo produtivo e novos mercados. E o Cachaça Fest só tem contribuído para o crescimento e desenvolvimento do setor de cachaça de alambique no Piauí”, ressalta o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/PI, Ulysses Gonçalves Nunes de Moraes.

Na programação do evento, shows com artistas de renome nacional como Emílio Santiago e Sandra de Sá, além de músicos regionais como Ítalo e Reno, Waldonys e Banda, Beth Moreno e Leonardo Dias.

Mais do que apenas uma festa, o evento vai movimentar a cadeia produtiva do turismo, do artesanato e da gastronomia da região de Castelo do Piauí. O Cachaça Fest é uma iniciativa do Sebrae/PI em parceria com o Governo do Estado e Prefeitura Municipal de Castelo do Piauí, com patrocínio da Cachaça Mangueira e do Grupo Claudino e apoio da ECB Rochas Ornamentais do Brasil.

“Este ano o foco não é técnico, mas basicamente promocional, aliando outros setores que podem alavancar a economia da região, que tem forte vocação para o agronegócio da cachaça. Não é somente em Castelo do Piauí que há produção de cachaça. Em São Miguel do Tapuio e São João da Serra também é fabricado esse destilado”, explica a gestora do Projeto de Cachaça do Sebrae no Piauí, Rosângela Pires.

Para o superintendente do Sebrae/PI, Delano Rocha, o agronegócio da cachaça precisa de incentivo e qualificação. “Já tivemos um crescimento muito significativo nessa cadeia produtiva, com a organização dos produtores em associações, o conhecimento acerca do processo produtivo e a sua melhoria, a busca por novos mercados com a participação em feiras e eventos. Mas é preciso continuar o trabalho de capacitação dos produtores para que tenhamos uma cachaça com mais qualidade, o que vai conquistar outros mercados, dentro e fora do País”.

Ovinocaprinocultura

A gastronomia à base das carnes de caprinos e ovinos ganha destaque na quinta edição do Cachaça Fest. Dez meios de alimentação de Castelo do Piauí receberam consultorias em nutrição e em culinária com o objetivo de inovar em pratos à base de cabritos e cordeiros, estimular o consumo e aliar a gastronomia ao turismo daquela região.

“Foram realizadas consultorias em higiene, manipulação e valor nutricional das carnes de caprinos e ovinos, como também na preparação e decoração de pratos especiais. As consultorias foram ministradas pelo chef Reginaldo Área Leão e pela nutricionista Nádia Carvalho”, informa o gestor do Projeto Aprisco de Teresina, Fabiano Chaves.

Outra ação do projeto durante o evento será o funcionamento de um estande da Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos de Castelo do Piauí em parceria com o Sebrae/PI, que fará exposição e comercialização de produtos à base de caprinos e ovinos. “Teremos também durante o evento, um dia de campo que será no dia 25 deste mês, com a Unidade Móvel de Apoio à Ovinocaprinocultura que fará exames e consultorias tecnológicas junto ao rebanho daquela região. Outra ação importante do setor é a montagem de um Estande Aprisco, onde haverá exposição e comercialização de animais durante o Cachaça Fest”, explica Chaves.

Artesanato

O Cachaça Festa terá 50 estandes que vão compor uma feira com terá artesanato, pratos típicos da região e degustação de cachaças. O setor artesanal é o que terá maior espaço na feira, com 25 estandes para exposição e comercialização de peças de Castelo do Piauí, Altos, Teresina, Pedro II e Buriti dos Montes.

“Na feira serão apresentadas várias tipologias de artesanato, como biojóias, jóias artesanais em opala, produtos em couro, bordados, crochê, bonecas de pano, peças feitas com fibra de carnaúba, cristais, artigos em madeira e camisetas pintadas a mão”, informa a gestora do Projeto de Artesanato do Sebrae/PI, Rosa de Viterbo Cunha.

De acordo com Rosa, a idéia é fortalecer o desenvolvimento de souvenires no segmento artesanal. “Assim reforçamos o turismo na região e podemos desenvolver novas coleções com as fibras de taboca e carnaúba, por exemplo”.

Cachaça no Piauí

Em todo o Estado do Piauí, há quase 600 alambiques que produzem mais de 3,5 milhões de litros de cachaça/ano, garantindo um faturamento de quase R$ 8 milhões. Os municípios com maior representatividade no segmento são Castelo do Piauí, São Miguel do Tapuio, Teresina, Barro Duro, Barras, Pedro II, Amarante, José de Freitas e Palmeira do Piauí.

Este ano, o Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) lançou o Dia Nacional da Cachaça, comemorado em 13 de setembro. A data representa uma vitória para quem produz e comercializa a bebida mais democrática do país. A idéia tem como objetivo contemplar a bebida que tem em sua essência a identidade do povo brasileiro, tendo sido reconhecida pelo Governo Federal em 2001, por decreto, como Indicação Geográfica do Brasil.

Serviço:
Sebrae no Piauí - (86) 3216-1387 e 3216-1305

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

XVII Incanto Trentino valoriza a tradição, os costumes e a gastronomia neotrentina em Nova Trento/SCFestas de comunidade quilombola são atrações para turistas em Goiás

 

editar    editar    editar    682 visitas    0 comentários