Parque Nacional Serra da Capivara ganha festival de cultura

Entre as propostas do Festival está o desenvolvimento econômico da região, através do turismo cultural aliado ao ecoturismo

  
  

Durante os dias 14, 15 e 16 de novembro o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, ganhará novas cores e será iluminado pelo I Festival de Cultura Acordais, um evento que pretende incentivar os movimentos culturais da região, fazendo o intercâmbio com atrações de diversas partes do Brasil.

Organizado pela Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), com a direção da pesquisadora Niéde Guidon, através da Lei de Incentivo Estadual à Cultura e o apoio cultural da Oi Futuro, o I Festival Cultural Acordais contará com espetáculos que valorizam a estética e a linguagem artística tradicional.

Entre as propostas do Festival está o desenvolvimento econômico da região, através do turismo cultural aliado ao ecoturismo já existente, e se tornar um marco na agenda cultural do Nordeste.

"Renomados artistas de outras regiões prestigiarão o evento criando um rico intercâmbio cultural", acredita a coordenação do Festival.

O projeto foi idealizado após um longo intervalo das três edições do famoso Festival Internacional Interartes, paralisado por falta de recursos. Os espetáculos acontecerão diariamente no começo da noite no Anfiteatro da Pedra Furada, um dos lugares mais bonitos e impressionantes da Serra da Capivara. A entrada será gratuita.

FESTIVAL TRAZ PEÇA DE TEATRO PARA O SERTÃO:

Estão confirmadas as principais atrações do I Festival Cultural Acordais, que acontecerá no período de 14 à 16 de novembro no Parque Nacional Serra da Capivara. Entre os destaques está a apresentação da peça de teatro ´Café com Torradas´, encenada pelo ator da TV Globo, Marcelo Airoldi, que interpretou o Gustavo na novela Viver a Vida.

O ator, autor, diretor e professor de teatro que já esteve no Parque Nacional Serra da Capivara participando das gravações do filme "Onde está a Felicidade?" de Bruna Lombardi, voltará agora ao Piauí para encenar duas peças teatrais que recentemente estavam em cartaz em São Paulo. Um dos objetivos do evento é promover intercâmbios culturais levando ao público do sertão, pela primeira vez, espetáculos teatrais para o anfiteatro da Pedra Furada.

DANÇA ANCESTRAL:

O céu estrelado da Serra da Capivara também iluminará um sensacional espetáculo de dança num cenário tecnológico que mistura água, terra, fogo e ar sob o ritmo da música e da projeção de imagens. Estrelado pela paranaense Silvia Wy´a Poty, dançarina especializada em psicologia do corpo e membro do conselho internacional de dança da Unesco, esse espetáculo emociona quem assiste.

Além da presença de grandes artistas nacionais, a primeira edição do Festival Cultural Acordais, também reservou uma série de surpresas para o público que comparecer ao Parque Nacional Serra da Capivara no período do evento. Entre esses destaques, está Carlos Daitschman, reconhecido contador de histórias que junto aos alunos do projeto Pro-arte, da Fundação Museu do Homem Americano, apresentará contos indígenas selecionados pela etnóloga paulista, Vilma Chiara.

FRUTOS DO SERTÃO:

Representando o homem sertanejo e sua cultura, o I Festival Cultural Acordais traz as apresentações dos grupos de cultura popular Afro Vermelho e Auto do Boi de Reis. Na área musical Sandrinho do Acordeom, Bruno da Rabeca e Julimar do Pife mostram a influência do sertão.

O evento resgata a cantoria de viola dos emboladores Paulo Dias e Zé Domingos e apresenta as danças tradicionais da região com a presença do Arraiá do Velho Galo e as cores do reisado Cigano Novo Zabelê. Para finalizar, os saltos da capoeira através do Grupo Raízes do Brasil mostram a influência africana em nossa cultura.

Fonte: André Pessoa/ Cláudio Oliva e Eliria Buso

Visite: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em

Ary Txay

Ary Txay

15/05/2011 09:14:57
Merece o apoio e a participação de toda sociedade. O ambiente é de uma beleza rara, o povo é muito receptivo e estamos falando do maior Museu Aberto da América Latina. Tomara que a minha agenda (e bolso) permita estar presente nesse festival.

Lorena Nunes

Lorena Nunes

14/05/2011 23:08:50
Esse evento é brilhante, misturando belezas naturais com a arte pre-histórica da região e do país com apresentações culturais de primeira linha. Ai, ai ...Podia tanto ser em julho... aproveitaria o período de férias e iria com certeza.

Gill ator

Gill ator

12/11/2010 20:27:57
Acho muito legal. Gosto muito de teatro
é bom para nosso patrimonio. Ele vai ter mais valor por algumas pessoas.