Prédio histórico vai abrigar espaço de celebração do frevo no Recife

Um dos edifícios históricos mais representativos do Recife Antigo será revitalizado e dará lugar a um empreendimento turístico cultural.

  
  

Um dos edifícios históricos mais representativos do Recife Antigo será revitalizado e dará lugar a um empreendimento turístico cultural. O antigo prédio da Western Telegraph Company, localizado em frente à Praça do Arsenal, será transformado no Paço do Frevo, espaço destinado a difusão do patrimônio cultural e imaterial brasileiro. O convênio que viabilizará a iniciativa foi assinado ontem (26), no próprio local.

Orçado em R$ 8,7 milhões, o projeto é uma parceria da Prefeitura de Recife, com realização da Fundação Roberto Marinho; além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Empresa de Turismo de Pernambuco; como também do Grupo Camargo Correa, da Celpe – Grupo Neoenergia – e do Ministério da Cultura e Lei de Incentivo à Cultura.

A idéia é estimular o aprendizado do frevo; sua história, música e dança, e promover ações educativas, com a realização de oficinas, exposições e apresentações especiais. Com museografia assinada pela artista Bia Lessa, o espaço será um centro difusor do ritmo e da cultura pernambucana como também um ponto de encontro de profissionais e do público em geral.

Para o secretário de Turismo de Pernambuco, Sílvio Costa Filho, o Paço do Frevo representa uma iniciativa de extrema importância. “O frevo é um elemento de identificação de Pernambuco, em qualquer região do Estado. Preservar esta cultura, esta tradição, é um dever nosso.” De acordo com pesquisa realizada pela Empetur, mais de 10% dos turistas que viajam a passeio ao Recife apontaram como fator decisório da viagem o patrimônio histórico-cultural da cidade.

O edifício que abrigará o Paço do Frevo será totalmente recuperado. Com quatro pavimentos e 1.733 metros quadrados, o imóvel faz parte do complexo turístico das cidades de Recife e Olinda, tombado pelo IPHAN desde 1998.

O projeto prevê a restauração das fachadas do prédio e a adaptação dos seus espaços internos. No térreo, haverá um bar e uma loja integrados; uma biblioteca; sala de consulta; e sala de exposições temporárias, entre outras áreas administrativas.

O primeiro pavimento será dedicado à música. Nele, haverá salas de ensaio e um estúdio de gravação. O segundo será exclusivo para dança, com salas de aula e ensaio; além de oficinas de figurino e de cenário. No último andar, o público terá a oportunidade de conferir uma exposição permanente; assistir a espetáculos de música, dança e vídeos sobre o frevo.

Fonte: Secretaria de Turismo do Recife

  
  

Publicado por em