Adultos devem consumir menos de cinco gramas de sal por dia, aponta OMS

Os adultos devem consumir, por dia, menos de dois mil miligramas de sódio, equivalentes a cinco gramas de sal e pelo menos 3,510 miligramas de potássio

  
  
Pessoas com níveis elevados de sódio no organismo aumentam as chances de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral

Os adultos devem consumir, por dia, menos de dois mil miligramas de sódio, equivalentes a cinco gramas de sal e pelo menos 3,510 miligramas de potássio. As novas diretrizes foram lançadas na quinta-feira, 31 de janeiro, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A agência da ONU lembrou que uma pessoa com níveis elevados de sódio no organismo e baixos índices de potássio corre o risco de ter a pressão arterial alta, o que aumenta as chances de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

Segundo a OMS, o sódio é encontrado naturalmente em vários alimentos, como leite e ovos. Cada 100 g de ovos contém 80 mg de sódio. Comidas processadas apresentam índices muito maiores: 100 g de pipoca ou de bacon, por exemplo, tem 1,5 mil mg de sódio. Já o molho de soja tem sete mil mg de sódio e cubos de caldo de carne tem 20 mil mg a cada 100 g de produto.

Em relação ao potássio, a organização destacou que comidas processadas tem quantidades menores do mineral. Mas alimentos como feijão, ervilhas, espinafre, repolho e bananas são ricos em potássio.

Crianças
A organização faz um alerta: atualmente, a maioria das pessoas consome muito sódio todos os dias e pouco potássio. O diretor de Nutrição da OMS, Francesco Branca, ressaltou que as novas diretrizes também trazem recomendações para crianças maiores de dois anos. O médico frisou que jovens com a pressão arterial elevada muitas vezes se tornam adultos com o mesmo problema.

As recomendações da OMS são uma ferramenta importante para especialistas de saúde em todo o mundo, que trabalham no combate a diabetes, câncer, doenças do coração e respiratórias.

Medidas
De acordo com a agência, medidas de saúde pública para reduzir o consumo de sódio e aumentar a ingestão de alimentos ricos em potássio podem incluir: educação dos consumidores, rotulagem de produtos e parcerias com grandes fabricantes para diminuir a quantidade de sal em comidas processadas.

A OMS também está atualizando as recomendações sobre a presença de gorduras e açúcar nos alimentos, para reduzir riscos de obesidade.

Fonte: EcoD

  
  

Publicado por em