Cachaças mineiras estão entre as melhores do País

Das 48 marcas brasileiras certificadas pelo Inmetro, 28 são de Minas Gerais

  
  

Com mais de 1,3 bilhão de litros de cachaça de alambique produzidos por ano, o Brasil é dono do terceiro destilado mais consumido em todo o mundo. Entretanto, a exportação representa menos de 1% – 11 milhões de litros – da produção, segundo dados de 2008. Minas Gerais é o maior produtor do País, com mais de 200 milhões de litros por ano, e também é agora o estado com o maior número de cachaças certificadas pelo Inmetro. Das 48 bebidas que receberam o selo, 28 são mineiras. Logo em seguida está o Rio Grande do Sul, com 14 certificações.

Os pequenos produtores mineiros participaram do Programa Brasileiro de Avaliação de Conformidade e, com apoio Sebrae e do Inmetro, alcançaram o nível de qualidade que exige o mercado externo. Fora do Brasil, o principal mercado consumidor da cachaça é a Europa, com destaque para a Alemanha, que consome 30% das exportações. Logo depois vêm os Estados Unidos. No total, são entre 50 e 60 países importadores de cachaça. Um mercado que deve crescer ainda mais com o certificado conquistado pelas marcas.

Segundo o coordenador nacional de projetos de Derivados de Cana do Sebrae, Aníbal Bastos, o produto certificado passa por um extenso processo que vai das análises laboratoriais ao cumprimento de regras de preservação ambiental e compatibilidade com a legislação trabalhista. O produto agora é rastreado do plantio da cana até consumidor.

“Nós queremos com esse processo assegurar uma cachaça de melhor qualidade, principalmente no que tange à segurança alimentar. Um produto que chega ao consumidor para ser degustado com prazer e com segurança”, destaca Bastos. O coordenador também diz que a opção por tornar o produto certificado gera maior competitividade para os pequenos produtores. “Ao ganhar o certificado, o produto ganha um valor agregado e um diferencial em comparação com outras marcas”, comenta.

Hulda Giesbrecht, analista de Acesso a Inovação e Tecnologia do Sebrae, diz que o próximo passo é fazer com que o público consumidor saiba que a aguardente agora tem um selo de qualidade. “Na medida em que o consumidor conhece e entende o processo de certificação, ele vai procurar a cachaça com selo. E aquelas marcas que já estão certificadas terão garantia de manutenção de mercado e conquista de mais espaço”.

Para conhecer as 48 cachaças certificadas pelo Inmetro, acesse o site www.inmetro.gov.br.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias – (61) 3348-7138 e 2107-9362

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em