Índios da aldeia Xucuru morrem em emboscada em Pernambuco

A Funai - Fundação Nacional do Índio divulgou na tarde de sexta-feira (7/2) nota oficial informando sobre emboscada sofrida por índios da aldeia Xucuru, em Pernambuco, nesta manhã. O cacique Xucuru, Marcos Luidson, acompanhado por outros dois jovens i

  
  

A Funai - Fundação Nacional do Índio divulgou na tarde de sexta-feira (7/2) nota oficial informando sobre emboscada sofrida por índios da aldeia Xucuru, em Pernambuco, nesta manhã.

O cacique Xucuru, Marcos Luidson, acompanhado por outros dois jovens indígenas, passavam pela fazenda de Aberlado Maciel, em direção à aldeia Cimbres, quando ocorreu a emboscada. Os dois jovens morreram. Um deles é Nilsinho Xucuru e outro da etnia Atikun, que ainda não foi identificado.

O cacique foi socorrido no Hospital de Pesqueira, a 216 quilômetros de Recife, de onde foi liberado no início da tarde. O cacique Marcos Luidson é filho do índio Xicão Xucuru, assassinado por fazendeiros em 1998.

Segundo a nota oficial, a Secretaria de Direitos Humanos do Ministério da Justiça já foi acionada pela Funai, que vai acompanhar as apurações do crime.

REVOLTA

O clima está tenso no distrito de Cimbres, município de Pesqueira, a 214 quilômetros de Recife, onde os dois índios foram mortos. Policiais militares estão garantindo a segurança dos familiares do mentor do crime, o também índio Xucuru Expedito Cabral, que se encontra foragido.

Revoltados, os índios cercaram a casa, atearam fogo nos móveis e ameaçam linchar os parentes de Expedito caso ele não seja preso.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em