Índios foram ao planalto pedir a saída do presidente da Funai

Representantes de tribos indígenas de cinco estados e do entorno do Distrito Federal foram na terça-feira (22/7) no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), pedir a saída do presidente da Funai - Fundação Nacional do Índio, Eduardo Almeida. Eles queriam

  
  

Representantes de tribos indígenas de cinco estados e do entorno do Distrito Federal foram na terça-feira (22/7) no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), pedir a saída do presidente da Funai - Fundação Nacional do Índio, Eduardo Almeida.

Eles queriam uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas foram recebidos pelo subsecretário-geral da Presidência da República, César Álvares, a quem apresentaram um documento com críticas ao trabalho de Almeida na Funai, destacando a falta de assistência nas áreas de saúde e educação.

Os índios exigiram que o documento fosse entregue ao presidente, para que este tome providências. Segundo César Álvares, não está em discussão a permanência do presidente da Funai no cargo.

`Estamos discutindo se há críticas: vamos ouvir e, se entendermos que são pertinentes, vamos corrigir o que tem que ser corrigido`, afirmou.

Sobre a possibilidade de o documento que pede a saída de Eduardo Almeida ter uma resposta positiva de Lula, o subsecretário-geral disse que a autoridade para nomear, ou não, é do presidente da República.

`Não será um abaixo-assinado, por mais expressivo das lideranças indígenas que seja, que determinará uma decisão desta natureza`, afirmou Álvares.

Estiveram no Palácio do Planalto representantes de tribos dos estados do Pará, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pernambuco e do entorno do Distrito Federal.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em