Ministério do Desenvolvimento Social anuncia ações em benefício dos indígenas

O secretário de Segurança Alimentar, José Baccarin, apresentou, na segunda-feira (31/01), um balanço das ações que o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) realiza na reserva indígena Guarani-Kaiowá, que abriga 11 mil índios no municí

  
  

O secretário de Segurança Alimentar, José Baccarin, apresentou, na segunda-feira (31/01), um balanço das ações que o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) realiza na reserva indígena Guarani-Kaiowá, que abriga 11 mil índios no município de Dourados, a 220 quilômetros de Campo Grande(MS).

O trabalho é feito em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), a Fundação Nacional do Índio (Funai), o governo estadual e a prefeitura.

De acordo com o secretário, que visitou a reserva na semana passada, o governo federal, desde 2003, já financia ações naquela comunidade índigena e destinou R$ 5 milhões para atividades de agricultura e pecuária.

O centro de reabilitação, onde as crianças desnutridas estão sendo tratadas, foi reformado com R$ 200 mil também repassados pelo MDS. O Bolsa Escola atende 900 crianças da reserva e, mensalmente, 1,8 mil cestas de alimentos são distribuídas às famílias.

Reforçamos nosso compromisso e o resgate histórico de uma população que sempre foi maltratada ao longo da história do Brasil. Os governos federal, estadual e municipal vêm tratando esta população com prioridade. As ações são efetivas, concretas e as conquistas já existem, ressaltou Baccarin.

Ele lembra que, entre as crianças tratadas da desnutrição, houve uma redução de 60 % para 20% no índice de retorno ao centro de recuperação para nova internação.

O secretário informou que entre maio e junho deve ser renovado o convênio do MDS com o governo de Mato Grosso do Sul para novos repasses de verbas aos índios Guarani-Kaiowá.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social

  
  

Publicado por em