Ongs lançam campanha `Solidariedade Sem Fronteiras` para arrecadar alimentos aos indígenas Ayoreo

Indígenas paraguaios Ayoreo que vivem na margem do rio Paraguai, na fronteira com Brasil estão morrendo de fome. Na comunidade pantaneira de mais de 600 indígenas já morreram, desde o início de 2003, quatro crianças e um adulto. A fome está causando d

  
  

Indígenas paraguaios Ayoreo que vivem na margem do rio Paraguai, na fronteira com Brasil estão morrendo de fome. Na comunidade pantaneira de mais de 600 indígenas já morreram, desde o início de 2003, quatro crianças e um adulto.

A fome está causando desnutrição, problemas respiratórios e desitratação que acabam levando à morte. A produção de alimentos que abastece as quatro aldeias da comunidade foi toda perdida com longa estiagem do Pantanal em 2002. As plantações secaram e até mesmo as sementes não tiveram como ser coletadas.

Apesar de não ter responsabilidade oficial, o município de Porto Murtinho (MS), no Brasil, que fica a 5 Km da comunidade, se mobilizou e está prestando assistência como pode.

O governo paraguaio ainda não tomou medidas para sanar a fome dos indígenas. As Ongs Vida Pantaneira e Ecoa - Ecologia e Ação lançaram a campanha "Solidariedade Sem Fronteiras" para arrecadar alimentos aos indígenas Ayoreo. Se você quiser colaborar, entre em contato pelo telefone (67) 324 3230.

Fonte: Ecologia em Notícias

  
  

Publicado por em