Recife promove semana dos povos indigenas

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer do Recife, em parceria com a Fundação de Cultura Cidade do Recife, vai promover, nos dias 19, 20, 22 e 23 deste mês, no Sítio Trindade, em Casa Amarela, a “Semana dos Povos Indígenas no Sítio”.

  
  

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer do Recife, em parceria com a Fundação de Cultura Cidade do Recife, vai promover, nos dias 19, 20, 22 e 23 deste mês, no Sítio Trindade, em Casa Amarela, a “Semana dos Povos Indígenas no Sítio”. As atividades, que visam a aproximar as crianças e jovens da cultura indígena, destacando a importância de seus costumes e crenças na formação do povo brasileiro, vão contar com a participação de 750 alunos de 15 escolas municipais, além de unidades de ensino convidadas. Vão estar presentes estudantes de todas as faixas etárias, da educação infantil (entre 4 e 5 anos), a Educação de Jovens e Adultos (acima dos 15), passando por todo o ensino fundamental (dos seis aos 14 anos).

Realizada nos três turnos (das 8h30 às 11h, das 14h às 16h30 e das 19h30 às 21h), a programação vai incluir contação de histórias (contos indígenas), oficinas de artesanato, modelagem com argila, danças indígenas e pintura com pigmentos naturais, além da exibição de documentários e rodas de prosa. A contação de histórias vai ocupar o espaço “Sala de Reboco”, enquanto as demais atrações terão como palco a quadra de eventos do Sítio Trindade.

Vão atuar como orientadores oficineiros, nos quatro dias de evento, professores da rede e mediadores de leitura, além das coordenadoras dos núcleos de arte da educação municipal, Áurea Bezerra, Jaísa Freire, Gizélia Sátiro e Dora Almeida. O ponto alto do evento será a participação especial de índios como os Fulni-ô, de Águas Belas, Pankararu (Floresta), Xucuru (Pesqueira) e Kambiwa, de Ibimirim.

Os Fulni-ôs vão dançar toré e ministrar oficinas de artesanato no dia 23, das 8h30 às 11h, para 50 alunos, do 1º e 2º ciclos (1ª a 4ª série) da Escola Municipal Jardim Mauricéia, da Imbiribeira. Já os representantes das outras três nações convidadas vão participar da programação dos dias 20 e 22.

No dia 20, das 19h30 às 21h, cerca de 50 alunos de turmas de EJA da Escola Municipal Jardim Uchoa (Areias) vão assistir a palestra e participar de uma roda de prosa com a liderança indígena Eliza Pankararu. Na quinta-feira (22), das 19h30 às 21h, a programação será aberta pela exibição do documentário de Wilson Freire sobre a tribo Xucuru, seguida de uma roda de prosa com o vice-cacique Xucuru, Zé de Santa, e a líder indígena Francisca Kambiwa. A programação será acompanhada por cerca de 50 alunos vinculados à UTEC Largo Dom Luiz, de Casa Amarela.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

Dia – 19/04
Das 8h30 às 11h – contação de histórias indígenas e oficinas de modelagem com argila e pintura com pigmentos naturais
Das 14h às 16h30 – contação de histórias indígenas e oficinas de modelagem com argila e pintura com pigmentos naturais
Das 19h30 às 21h – exibição de documentários e roda de prosa

Dia 20/04
Das 8h30 às 11h – contação de histórias e oficinas de danças indígenas
Das 14h às 16h30 – contação de histórias e oficinas de artesanato indígena
Das 19h30 às 21h – exibição de documentários e roda de prosa com a liderança indígena Eliza Pankararu

Dia 22/04
Das 8h30 às 11h – contação de histórias e oficinas de pintura com pigmentos naturais e modelagem com argila
Das 14h às 16h30 – contação de histórias e oficinas de pintura com pigmentos naturais
Das 19h30 às 21h – exibição documentário de Wilson Freire sobre a tribo Xucuru, seguida de uma roda de prosa com o vice-cacique Xucuru, Zé de Santa, e a líder indígena Francisca Kambiwa

Dia 23/04
Das 8h30 às 11h – contação de histórias e oficinas de pintura com pigmentos naturais e artesanato indígena (com índios da tribo Fulni-ô)
Das 14h às 16h30 – contação de histórias e oficinas de teatro, música e dança indígenas
Das 19h30 às 21h – exibição de documentários do Centro Luiz Freire

Fonte: Prefeitura de Recife

  
  

Publicado por em