Semana ressalta a importância dos povos indígenas do Maranhão

A preservação dos ritos de passagem e das tradicionais festas indígenas foram as principais discussões do segundo dia da Semana dos Povos Indígenas do Maranhão

  
  
Secretário de Cultura Joãozinho Ribeiro ressalta as ações governamentais desenvolvidas as nações indígenas

A preservação dos ritos de passagem e das tradicionais festas indígenas foram as principais discussões do segundo dia da Semana dos Povos Indígenas do Maranhão, que foi iniciada na noite de terça-feira (14), e será realizada até a próxima sexta-feira (17), no Teatro Alcione Nazaré. Representando o governador Jackson Lago, a primeira-dama do Estado, Clay Lago, participou da abertura do evento, ressaltando que promover a inclusão dos indígenas como protagonistas nas discussões de interesse da etnia sempre foi uma das prioridades do Governo do Estado.

O evento, que é uma realização do Governo do Maranhão, por meio das secretarias de Estado da Cultura, Igualdade Racial e Educação, tem como objetivo suscitar discussões político-culturais a respeito dos direitos da etnia e da manutenção da diversidade de suas tradições como afirmação da identidade cultural das nações indígenas.

“O governo se sente muito feliz em promover pela terceira vez esse evento e perceber que os povos indígenas estão cada vez mais integrados no processo de construção das políticas púbicas voltadas para a etnia”, disse Clay Lago.

Durante a semana, uma série de atividades de divulgação da riqueza dos indígenas será disponibilizada por meio de mostras de filmes e vídeos etnográficos, exposições fotográficas e de acervo arqueológico, oficinas temáticas de pintura corporal, feiras de artesanato, apresentações de cantos, mitos e danças indígenas, além de mesas redondas e apresentações de trabalhos acadêmicos e aplicados.

Segundo o secretário de Cultura, Joãozinho Ribeiro, são muitas as ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para a valorização das nações indígenas maranhenses. Iniciativas que, segundo eles, vão desde a implantação de projetos educacionais a incentivos para o fortalecimento da autonomia dos povos indígenas.

“Este evento é mais uma iniciativa desenvolvida pelo Governo do Estado para a valorização das populações indígenas e promover o resgate dessa grande dívida social que poder público e sociedade têm para com eles”, enfatizou Joãozinho Ribeiro.

A Escola Krikati e a luta dos indígenas por uma educação diferenciada e os movimentos nacionais em favor dos direitos da etnia serão os principais focos dos debates nesta quinta-feira (16), terceiro dia do evento.

Primeira-dama Clay Lago aprecia artesanato em exposição na Semana dos Povos Indígenas

Na cerimônia de abertura, o dirigente da Coordenação das Organizações e Articulações dos Povos Indígenas do Maranhão (Coapima), Lourenço krikati, destacou que houve avanços na forma de organização político-social dos indígenas maranhenses e da participação popular maranhense.

“Pela primeira vez, os índios estão tendo participação de forma mais direta e expressiva no processo de discussões inerentes às questões de interesse da nossa etnia, mas ainda há muito o que evoluir”, disse Lourenço Krikati. “Mas estamos costurando com o Governo do Estado uma série de ações para promover a educação, a saúde e outros direitos sociais dos indígenas”, frisou.

Fonte: Secretaria de Turismo do Maranhão

  
  

Publicado por em

Debora

Debora

30/11/2010 16:01:41
Essa materia esta muito interessante!!!!
adorei