Brasil poderá ser uma grande liderança social e ambiental no futuro

O assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Oded Grajew, disse na terça-feira (21/1), à Agência Brasil, que a presença de Lula tanto no III Fórum Social Mundial de Porto Alegre quanto no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, simboli

  
  

O assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Oded Grajew, disse na terça-feira (21/1), à Agência Brasil, que a presença de Lula tanto no III Fórum Social Mundial de Porto Alegre quanto no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, simboliza o surgimento do Brasil como a grande liderança mundial.

“Eu arrisco dizer que Lula e o Brasil serão a grande liderança desse `outro mundo`. O Brasil não vai ser líder militar, não vai ser líder econômico. Mas será a grande liderança social e ambiental do futuro”, apostou Grajew, ao afirmar que as características culturais e ambientais unidas à performance de Lula conduzirão o país a esta condição.

Idealizador do Fórum Social Mundial, Grajew acredita que a grande adesão de vários países ao evento de Porto Alegre é mostra de que o modelo econômico sustentado pelo Fórum Econômico Mundial, que se realiza anualmente em Davos, está defasado. Para ele, Davos está fadado a se tornar uma `imagem do passado, caso não haja transformações profundas`.

A história, segundo disse, está repleta de demonstrações de que os mitos da globalização, nos moldes em que vêm sendo defendidos pelos países desenvolvidos, caíram por terra.

Um exemplo é o desastre ocorrido na Argentina, modelo mais “comemorado” pelos adeptos da globalização defendida em Davos. Lembrou que os conflitos internacionais se intensificaram, destruindo a idéia de que a globalização traria a paz mundial.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em