Zoneamento sócioeconomico ecológico do Mato Grosso será lançado em abril

A Secretaria de Planejamento do Mato Grosso, segundo o jornal Diário de Cuiabá, irá lançar em abril o Zoneamento Sócioeconômico-Ecológico do Estado. O trabalho, que está em fase de revisão, vem sendo realizado há sete anos, sendo gastos até agora, cerca d

  
  

A Secretaria de Planejamento do Mato Grosso, segundo o jornal Diário de Cuiabá, irá lançar em abril o Zoneamento Sócioeconômico-Ecológico do Estado. O trabalho, que está em fase de revisão, vem sendo realizado há sete anos, sendo gastos até agora, cerca de R$ 115 milhões financiado pelo Bird - Banco Mundial.

São 1110 mapas, mais de 100 relatórios técnicos e outros 30 gigabytes de informação (reunida em 46 CDs) sobre cada um dos 906,8 mil quilômetros quadrados do Estado, que foram divididos em 12 regiões de planejamento e 94 zonas específicas, com base em aspectos como o clima, qualidade do solo ou fragilidade ambiental.

Representantes de entidades ambientalistas e pesquisadores da área criticam o atraso na conclusão do projeto e a defasagem dele resultante. O zoneamento será apresentado à sociedade quase seis anos após o encerramento da coleta de dados em campo – executada entre 1995 e 1997.

Em entrevista ao Diário de Cuiabá, o secretário de Planejamento, Yenes Magalhães, disse que a defasagem apontada pelos críticos é real, embora inevitável em trabalho com essas dimensões.

“A ocupação em Mato Grosso é muito dinâmica, ao passo que o zoneamento é estanque. Por isso será tarefa permanente alimentar a base de dados com novas informações”, assegura Magalhães.

“Para isso, vamos buscar a ajuda de parceiros, como as federações do comércio, indústria e agricultura, por exemplo”.

O descompasso, diz o secretário, não invalida as informações a serem tornadas públicas dentro de pouco mais de um mês, quando o projeto será encaminhado para discussão na Assembléia Legislativa. “Ele pode e deve ser alterado. A sociedade tem que dizer o que ela quer do zoneamento”, afirma.

Fonte: Diário de Cuiabá

  
  

Publicado por em

Lucas Ferreira

Lucas Ferreira

03/05/2009 21:27:55
O Zoneamente tem que existir, só que nós moradores do norte do Estado de Mato Grosso, não podemos pagar pelo aquecimento global sozinhos. Temos uma vida dedicada nesta região, e temos direitos também. Os ambientalistas sabem muito pouco da Amâzonia, tem que haver o meio termo.
Caso contrário vamos voltar novamente a ser colonizados, ou seja a antiga Lei. Imperialismo X Colonialismo.