ABAV-2006 presta homenagem a Santos Dumont

Uma homenagem a Santos Dumont marcou a abertura do 34º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens e Exposições de Turismo (Abav - 2006) ontem , 25/10. Mais de duas mil empresas, entre agências de viagem, companhias aéreas e

  
  

Uma homenagem a Santos Dumont marcou a abertura do 34º Congresso Brasileiro de Agências de Viagens e Exposições de Turismo (Abav - 2006) ontem , 25/10. Mais de duas mil empresas, entre agências de viagem, companhias aéreas e hotelaria participam da maior feira de turismo nas Américas que acontece até sábado (28/10) no Rio de Janeiro.

O presidente da Abav Nacional, João Martins Neto, reforçou a importância do turismo na geração de emprego e renda, destacando que este mercado, em sua grande maioria, é formada por micro e pequenos empreendimentos que não podem enfrentar uma concorrência selvagem. Ele criticou abertamente as companhias aéreas que consideram a possibilidade de cortar a comissão das agências pela venda de passagens.

A Agência Nacional de Aviação (Anac) também foi cobrada para adotar uma postura mais efetiva na regulamentação do marketing das tarifas promocionais, para que as companhias aéreas ofereçam aos consumidores o número de assentos com tarifas diferenciadas em cada vôo.

"Essa transparência acaba com a propaganda enganosa. Do jeito que está hoje, o consumidor tem que se sujeitar à compra de bilhete durante a madrugada e dificilmente consegue antes de dois meses".

No entanto, ressaltou que já está sendo negociado um novo modelo tarifário com a TAM e as outras companhias já se comprometeram a adotar o modelo definido pela líder do mercado. Como sinal de boa vontade, Abav e Tam assinaram um acordo para uma trégua de 180 dias na batalha judicial enquanto prosseguem as discussões.

Para o presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, que participou da mesa de abertura do evento, este tipo de disputa é natural dentro do processo de ajuste de mercado.

"A micro e pequenas empresas são prestadores de serviços importantíssimos e estão negociando para consolidar o espaço. Para aproveitar o boom do turismo, elas também estão cada vez mais empenhadas na capacitação e qualificação para atender as expectativas crescentes dos visitantes".

Levantamento realizado pelo Ministério do Turismo confirma essa avaliação. Para o ministro Walfrido Mares Guia, o Brasil está colhendo os frutos das políticas públicas estabelecidas para o setor e dos investimentos de infra-estrutura na reforma de portos, aeroportos ou construção de centros de convenção.

"O Brasil criou novos roteiros com a regionalização turística e com essa movimentação já foi possível criar quase um milhão de novos postos de trabalho".

Para fechar a solenidade, foi apresentado o livro Agências de Viagens no Brasil', patrocinado pelo Sebrae. Esta publicação registra pela primeira vez os resultados de uma ampla pesquisa realizada para identificar os principais gargalos do setor.

Fonte: Sebrae

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em