Ação pioneira agrega valor á cadeia produtiva do turismo

Em breve, a Rota Turística da Amizade, em Santa Catarina, vai ser o primeiro roteiro integrado de turismo do Brasil a ter a Certificação de Qualidade Turística. Isso se deve a uma das ações desenvolvidas pelo Arranjo Produtivo

  
  

Em breve, a Rota Turística da Amizade, em Santa Catarina, vai ser o primeiro roteiro integrado de turismo do Brasil a ter a Certificação de Qualidade Turística. Isso se deve a uma das ações desenvolvidas pelo Arranjo Produtivo Local (APL) de Turismo Rota da Amizade, que envolve aproximadamente 73 empresas dos municípios de Joaçaba, Videira, Piratuba, Pinheiro Preto, Tangará, Treze Tílias e Fraiburgo.

O APL teve seu início em 2005, com o objetivo de melhorar a competitividade e a produtividade, profissionalizar a atividade turística, aumentar o fluxo turístico na região e a taxa de ocupação dos meios de hospedagem dos sete municípios catarinenses.

No dia 27/9, foi lançado o Programa de Certificação de Qualidade Turística da Rota da Amizade. O trabalho de levantamento de informações e da identificação das empresas de acordo com sua realidade foi executado por uma empresa regulamentada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Com base nesse trabalho, foram criados três níveis de classificação das empresas. São eles: ouro, prata e bronze. Ao final da avaliação, a empresa deverá ser reconhecida em uma dessas três categorias.

O trabalho final foi avaliado e discutido por um comitê técnico formado por representantes de instituições reconhecidas na área do turismo, entre elas, o Sebrae. Todas as empresas inseridas no APL são obrigadas a fazer a certificação, uma vez que o comitê estabelece que o critério bronze seja o padrão mínimo para atendimento ao turista.

O próximo passo agora é capacitar os auditores, profissionais que irão visitar as empresas para fazer a avaliação e recomendar ou não a certificação. As normas de qualidade criadas serão entregues aos empresários, que terão um tempo para se adequarem. No momento que o empresário estiver com sua empresa dentro das normas específicas, ele agendará a visita do auditor para fazer a certificação. A meta é começar esse trabalho a partir do fim do mês de outubro.

Como as várias empresas que compõem o APL são de vários ramos do "trade" turístico, ou seja, hospedagem, alimentação, transporte, entretenimento e lazer, foram elaborados critérios únicos e específicos, que variam de acordo com cada segmento. Também terão empresas que já se enquadram dentro das normas. Nesse caso é só o empresário solicitar a visitar para ser feita a certificação.

De acordo com o gestor responsável pelo projeto, Roberto Menezes, o selo de certificação irá beneficiar tanto o empresário, quanto o turista. "Esse trabalho de certificação representa uma melhoria da empresa. O empresário também poderá usar o selo de qualidade em folder de divulgação, fixado ou impresso em seus produtos, e isso tem um impacto muito positivo para o turista.

Além de ser o diferencial entre as empresas que fazem ou não parte do APL", disse. Roberto explica que, para o próximo ano, será necessário recomeçar todo o processo de certificação, já que está tendo uma grande procura pelas as empresas que estão fora do arranjo produtivo.

A empresária Elizabeth Zenere, proprietária do restaurante Cantina Nono Vitor, afirma que vai cumprir todas as normas para conquistar o selo de qualidade. "A certificação do meu empreendimento será o meu diferencial. Além disso, por meio do APL, nós empresários tivemos cursos de gestão, como atender bem o cliente, venda, estoque, entre vários outros. Com esses conhecimentos saímos da limitação. Passei a enxergar o meu empreendimento com outros olhos", comemora. A empresária emprega 15 funcionários para atender uma jornada de dois turnos.

Atrativos

Os sete municípios que integram o arranjo produtivo estão localizados numa região privilegiada pelo clima agradável da serra, belas paisagens e características européias, onde é possível desfrutar de uma gastronomia diversificada, contato direto com a natureza, águas termais, pomares, eventos, artesanatos, esculturas, turismo rural, e muitos outros atrativos.

A Rota da Amizade é formada por quatro municípios-âncoras, devido às atrações existentes neles, e mais três municípios que complementam essas atrações. O município de Fraiburgo, considerado um dos maiores produtores de maçã, possui vários pomares abertos à visitação. Já em Treze Tílias, o que chama a atenção dos turistas é arquitetura européia - a cidade é formada por descendentes de austríacos. Em Jangará, existem oito vinícolas que produzem vinhos, em sua maioria, para exportação. No município de Piratuba, o que atrai os turistas são os parques de águas termais.

Joaçaba é conhecida como cidade-pólo. Já Videira abriga o único observatório astronômico da região Sul. E o município de Pinheiro Preto completa a produção de uva realizada em Tangará.

Fonte: Agência Sebrae

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em