Mais acessibilidade para pessoas com deficiência

Embratur publica diretrizes do programa Turismo Sem Limites e anuncia edital sobre tema para janeiro

  
  

Foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (30), a portaria do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) que cria o programa Turismo Internacional sem Limites. O objetivo é divulgar, no exterior, destinos turísticos brasileiros adaptados às pessoas com deficiência. No início, o programa vai trazer turistas da América do Sul para conhecer a Estância Hidromineral de Socorro (SP), destino de turismo de aventura adaptado a pessoas com deficiência.

“Além de sua função social, há uma questão econômica. Na Europa, há um público potencial estimado de cerca de 80 milhões de pessoas para o chamado Turismo Acessível, ou seja, adaptado a pessoas com deficiência”, explica o presidente da Embratur, Flávio Dino.

A portaria estabelece prazo de 60 dias para a publicação de edital para contratação de empresa que fará primeiras viagens em 2012. A portaria estabelece que o programa depois se estenderá também para promoção junto a operadores de turismo e jornalistas para conhecer os produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros acessíveis.

O programa também tem um efeito interno, segundo Dino. A divulgação da Estância Hidromineral de Socorro deve incentivar outras cidades a investir na adaptação de seus roteiros turísticos. “Precisamos lembrar também que, no ciclo de megaeventos, o Brasil irá sediar as Paraolimpíadas em 2016, o que exigirá a intensificação dos investimentos voltados à acessibilidade nos produtos, serviços e destinos turísticos”, explica o presidente.

O programa está alinhado às diretrizes do Plano Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência, o Viver Sem Limites, lançado em 17 de novembro pela presidenta Dilma Rousseff. As diretorias da Embratur terão o prazo de 60 dias para adotarem iniciativas, em suas respectivas áreas, visando a execução do programa.

SOBRE O PROGRAMA
A princípio, o programa pretende trazer turistas de países sul-americanos para a Estância Hidromineral de Socorro, única no Brasil hoje totalmente adaptada ao turismo acessível. O município paulista oferece rotas de ecoturismo e turismo de aventura adaptadas a pessoas com deficiência. São 15 modalidades esportivas adaptadas a esse público, como arvorismo, canoagem, cavalgada, escalada, rafting, rapel e tirolesa. Além disso, os pontos turísticos da cidade estão interligados por rotas adaptadas a pessoas com deficiência.

Toda a acessibilidade fez parte de um projeto de médio prazo. De 2006 a 2008, houve investimento de R$ 1,73 milhão em obras de infraestrutura turística, cursos de qualificação profissional para atendimento, além de adaptações em áreas de pedestres, equipamentos e edificações públicas.

“A partir desse passo inicial, vamos continuar apoiando ações que ofereçam a todos a possibilidade de desfrutar de nossos destinos turísticos. Se o Brasil é para todos, o turismo também deve estar acessível a quem queira desfrutá-lo”, diz Dino.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em