MTur lança cartilha de acessibilidade

O objetivo é adequar destinos e equipamentos turísticos para turistas com deficiência ou mobilidade reduzida

  
  
Para o ministro Luiz Barretto, “acessibilidade no turismo precisa ser integral”

O Ministério do Turismo (MTur) lançou nesta segunda-feira (07), durante o 2º Encontro Nacional de Segmentação, em Brasília, a cartilha “Turismo Acessível”. Em quatro volumes, o manual reúne informações sobre a legislação e direitos da pessoa com deficiência e, além de normas técnicas e orientações para promoção da acessibilidade em estabelecimentos turísticos.

A cartilha é destinada a gestores públicos e iniciativa privada. O objetivo é adequar destinos, roteiros e equipamentos turísticos para turistas com deficiência ou mobilidade reduzida. Os livros são resultado de um projeto piloto desenvolvido pelo MTur em parceria com a Prefeitura Municipal de Socorro, município paulista que está sendo estruturado para se tornar destino referência no segmento de Aventura Especial.

O secretário Nacional de Políticas do Turismo, Airton Pereira, ressalta que esse é um mercado que pode e deve crescer. “São milhões de pessoas que querem viajar, tem poder aquisitivo para isso, mas não encontram produtos turísticos preparados para recebê-los”, enfatizou.

De acordo com o Censo 2000, do IBGE, o Brasil possui cerca de 24,5 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, com rendimentos médios entre R$ 506,00 e R$ 700,00. Desse total, cerca 2,5 milhões tem carteira assinada, 2,1 são trabalhadores informais, 481 mil são funcionários públicos e outros 2,75 milhões trabalham por conta própria.

Para o ministro do Turismo, Luiz Barretto, o setor turístico é um importante meio de inclusão: “É fundamental que a gente tenha acessibilidade de forma integral. O turismo é universal, por isso estamos trabalhando com os municípios para que eles tenham acessibilidade nos atrativos turísticos. É um direito de todo brasileiro”.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em