Agência investe na revitalização do rio São Francisco

O rio São Francisco é uma importante fonte de sustentação sócio-econômica para os mais de 500 municípios por onde passa. A Agência Nacional de Águas (ANA) desenvolve diversas ações

  
  

O rio São Francisco é uma importante fonte de sustentação sócio-econômica para os mais de 500 municípios por onde passa. A Agência Nacional de Águas (ANA) desenvolve diversas ações no âmbito do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). Em 2007, a ANA deverá investir mais de R$11 milhões em projetos em micro-bacias e R$4,5 milhões no monitoramento quanti-qualitativo das águas do rio. Além disso, vai repassar mais de R$1,5 milhão para iniciativas a serem realizadas por meio de convênios.

Cerca de 40% da área do Velho Chico está no território de Minas Gerais. O rio percorre 240 municípios mineiros, afetando – direta ou indiretamente – a vida de 6,5 milhões de pessoas. Atenta a isso, a ANA aliou-se ao Governo de Minas Gerais para reforçar o combate ao quadro de degradação da bacia no estado. Somente este ano, estão previstos 63 projetos, a serem executados pela Fundação Rural Mineira (Ruralminas), por intermédio da Caixa Econômica Federal (CEF).

Os projetos vão envolver a implantação de terraços e barraginhas e a adequação de estradas vicinais. Sugeridas após diagnóstico da Emater/MG, as medidas devem impulsionar a revitalização das sub-bacias formadoras dos afluentes mineiros do São Francisco. Para isso, a Agência já liberou R$5,932 milhões. Até o final de 2007, mais R$6,7 milhões serão liberados.

“As práticas conservacionistas difundidas no Projeto de Revitalização servem para conter a degradação dos solos causada pelo escorrimento superficial e pelas erosões – comuns nas micro-bacias do São Francisco em Minas, principalmente onde o relevo é mais ondulado”, enfatiza Herbert Cardoso, assessor da ANA. Ele explica que isso vai ajudar a recuperar e a preservar as nascentes, evitar os carreamentos superficiais de solo e facilitar a infiltração da água, reduzindo o risco de enchentes.

Mobilização social
Em 2007, a Agência também vai investir em educação ambiental e mobilização social, visando a conscientizar os usuários de água da importância de se cuidar melhor do Velho Chico.

Ações desse tipo estão previstas em quatro convênios assinados, no final de 2006, pela ANA e as prefeituras de Luz, Pains e Martinho Campos e a Associação de Usuários de Recursos Hidricos da Bacia do Rio Pará, de Pedras do Indaiá – todas em Minas Gerais. Os acordos prevêem, ainda, a implantação de obras e serviços com vistas ao manejo integrado e à conservação de águas e solos.

No que concerne especificamente à mobilização social, os convênios objetivam implementar, no cotidiano dos produtores rurais, práticas direcionadas a gerar uma maior absorção de água no solo, principalmente nas áreas de recarga do lençol freático. Para isso, os acordos estabelecem a transferência de conhecimentos técnicos e práticos para os produtores rurais e trabalhadores do campo, de modo a promover uma mudança de comportamento.

A execução dos quatros convênios vai implicar o repasse, por parte da ANA, de R$1.664.590,00 – recursos provenientes do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. E as iniciativas e seus resultados serão acompanhados de perto pela Agência. Na semana passada, de 6 a 9 de fevereiro, três técnicos da entidade visitaram as cidades onde serão implantados os projetos, para orientar a execução.

Além de ações em prol da conservação da água e dos solos, a ANA atua em outras frentes no âmbito do Programa de Revitalização. Ela monitora e fiscaliza a quantidade e a qualidade das águas do São Francisco, atividade para a qual deverão ser destinados cerca de 4,5 milhões este ano. Além disso, realiza campanhas de cadastro de usuários e apóia o fortalecimento institucional dos órgãos gestores da bacia.

O São Francisco em números
Extensão: 2.863km;
Área: 639 mil km2, equivalente à soma dos estados de Alagoas, Minas Gerais e Sergipe ou da França e Portugal juntos;
14 milhões de habitantes (9% da população brasileira);
Vazão superior à do rio Nilo (a média do São Francisco é de 2.980m3/s);
Representa 2/3 da disponibilidade de água doce do Nordeste. Data: 13 de fevereiro de 2007

Fonte: Assessoria de Comunicação – ANA

  
  

Publicado por em

Iracema Tamanaha

Iracema Tamanaha

30/11/2008 12:50:09
Gostaria de saber os nomes dos municipios por onde passa o Rio São Francisco.
Obrigada.

MYK

MYK

não sei dizer, mas voce pode conseguir essa informação na internet.
Larissa

Larissa

11/09/2008 15:11:14
bom está com vcs