Artesãos gaúchos realizam feira no Chuí durante o Carnaval

Artesãos gaúchos realizam feira no Chuí durante o Carnaval Grupo aposta na presença de turistas uruguaios para incrementar vendas Da ASN/RS Artesãos produzem prateleiras, mesas, cadeiras, luminárias e outros objet

  
  

Artesãos gaúchos realizam feira no Chuí durante o Carnaval Grupo aposta na presença de turistas uruguaios para incrementar vendas Da ASN/RS
Artesãos produzem prateleiras, mesas, cadeiras, luminárias e outros objetos usando como matéria-prima ferraduras recicladas

Chuí - O período de Carnaval será de pouca festa e muito trabalho para um grupo de 12 artesãos de Chuí, município distante 525 quilômetros de Porto Alegre, extremo sul do País, fronteira com o Uruguai. Entre os dias 17 e 20 de fevereiro, feriado da maior festa popular do Brasil, os profissionais estarão expondo seus produtos na Av. Uruguai, que separa Chuí, no Brasil, do município Chuy, no Uruguai. Apostando na presença de turistas do País vizinho na fronteira, a feira funcionará das 16h às 24h.

“Os uruguaios também vão ter feriadão. Vamos aproveitar e aumentar o faturamento e divulgar nossa produção”, explica o artesão Ademar Garcia, há quatro anos atuando no setor na cidade. Garcia produz prateleiras, mesas, cadeiras, luminárias e outros móveis e objetos de decoração com uma matéria-prima bastante original: ferraduras recicladas. As peças estão entre as mais procuradas do catálogo do grupo, que conta com o incentivo do Sebrae no Rio Grande do Sul, por meio do Projeto de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro-Sul do Estado e da Prefeitura Municipal.

“Os artesãos dispõem de alguns estandes para a exposição. A Prefeitura cedeu outros quatro”, afirma o secretário de Administração e Fazenda do município, Eduardo Oliveira Lima. A feira será montada em parceria com a Prefeitura. A iniciativa integra o plano de ação definido pelo grupo em janeiro, durante o curso 'Planejando nosso empreendimento coletivo'.

Oferecido pelo Sebrae estadual, o curso é um dos três módulos do Programa Redes Associativas, que orienta empreendedores para a formação de entidades, como associações e cooperativas. Os artesãos iniciarão o terceiro e último módulo, 'Legalizando nosso empreendimento coletivo', no dia 28 de fevereiro. O módulo prevê 16 horas de capacitação, distribuídas em quatro encontros. Ao encerrar essa etapa, os profissionais deverão estar com a associação que pretendem constituir devidamente formalizada.

No plano de ação do grupo, estão previstas ainda reuniões mensais para avaliação e encaminhamento de atividades e a implantação de uma página na internet para divulgar seus trabalhos. Com a constituição da associação, os profissionais deverão também aprimorar e provavelmente unificar parte da produção oferecida.

O Projeto de Desenvolvimento Sul e Centro-Sul foi implantado pelo Sebrae Sul em janeiro. A ação tem o objetivo de estimular a abertura de novos negócios e fortalecer os existentes. Até o momento, 32 municípios de baixa dinamicidade empresarial foram incluídos no projeto.

Serviço:
Sebrae no Rio Grande do Sul - (51) 3216-5182 e (51) 3216-5123
Atendimento ao Cliente do Sebrae no Rio Grande do Sul - (51) 3216-5006
Sebrae Sul - (53) 3225-0541

Fonte: SEBRAE

Chuí

  
  

Publicado por em

Maria tanira fernández carneiro da fontoura

Maria tanira fernández carneiro da fontoura

10/12/2008 19:20:28
Que bárbaro!!!!! sou artesã tambem e gostaria e saber mais para quem sabe participar com vocês? Faço flôres.. em tecido,couro, papel machê... sou apaixonada pelas flores e trabalho como florista há l6 anos!!!
sucesso!!!!!!

MYK

MYK

Grato pela participação! continue acessando o site que teremos novas informaçoes sobre artesanato e muitos outros assuntos. Abraços