Circuito da fé - Guaratinguetá prepara-se para canonização de Frei Galvão

Desde outubro, consultor do Sebrae em São Paulo visita locais turísticos e sugere adequações; cidade deve receber 50% a mais de turistas este ano == Beth Matias Ilustração Frei Galvão ser&aacut

  
  

Desde outubro, consultor do Sebrae em São Paulo visita locais turísticos e sugere adequações; cidade deve receber 50% a mais de turistas este ano ==

Beth Matias

Ilustração

Frei Galvão será canonizado durante visita do Papa Bento 16 ao Brasil

São Paulo - Frei Galvão será o primeiro santo brasileiro. A canonização foi anunciada durante o consistório ordinário público, reunião dos cardeais presentes em Roma, na última sexta-feira (23), e acontecerá no dia 11 de maio, em São Paulo, quando da visita do Papa Bento 16 ao Brasil. Em Guaratinguetá (SP), a 176 quilômetros a nordeste de São Paulo, cidade natal do Frei, não se fala em outra coisa.

A produção das famosas pílulas do Frei Galvão cresceu 50% depois que o Vaticano reconheceu um segundo milagre atribuído ao frade. Todo mês, a Irmandade Frei Galvão produz cerca de 90 mil unidades para o Brasil e até para o exterior. Produzidas a partir de papel higienizado e distribuídas gratuitamente, as pílulas trazem a frase ‘Após o parto, ò virgem mãe de Deus, permaneceste inviolada. Intercede por nós’, atribuída a Frei Galvão.

A cidade se organiza agora para a visita do Papa e para um aumento de pelo menos 50% no número de turistas, hoje em média de 3 mil a 4 mil pessoas por mês. Em parceria com o escritório regional do Sebrae, as secretarias de turismo e cultura do município preparam os santuários, os principais locais de visitação e o comércio local para a chegada dos novos turistas, que deverão aumentar não só com a visita do Papa como durante todo o ano.

“Estamos fazendo cursos e treinamentos com a rede hoteleira e o comércio local sobre qualidade de atendimento, manipulação de alimentos, formação de preços”, diz o gerente do escritório regional do Sebrae em Guaratinguetá, Augusto dos Reis Ferreira. Segundo ele, durante todo o ano a expectativa é que sejam oferecidos cerca de 100 cursos.

Guaratinguetá tem cerca de 115 mil habitantes e vive basicamente do comércio e das indústrias instaladas. Ferreira diz que a canonização de Frei Galvão trará um novo viés para a economia local.

Por isso, desde outubro de 2006, o consultor do Sebrae no projeto Circuito Turístico Religioso, Luiz Antônio Rodrigues, tem visitado os principais pontos turísticos da cidade e sugerido adequações. Ele cita como exemplo a Casa de Frei Galvão, que já recebia turistas, mas não tinha horários definidos de funcionamento. “Eles paravam para o almoço. Agora estão trabalhando das 9h às 18h”. Além disso, foram sugeridos roteiros internos e monitorados, com um monitor contando a história do frade.

Na Catedral de Santo Antônio, onde o santo foi batizado, fez a primeira comunhão e rezou sua primeira missa, será necessária, segundo o consultor, a contratação de guias e condutores para explicar as características arquitetônicas do lugar, além da organização da história por meio de placas de sinalização dentro da Catedral.

Já a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes, que recebe em média 3 mil turistas por mês, na avaliação de Ferreira, é preciso um estudo da capacidade de carga. “As pessoas levam baldes para retirar a água da gruta, além de não terem cuidados com o meio ambiente que cerca o empreendimento. Por isso, sugerimos esse estudo e também o estabelecimento de regras para o local, com guias e fiscalização”.

Segundo Ferreira, todas as sugestões estão sendo bem aceitas, inclusive com o acompanhamento de todas as modificações pelo Sebrae. Com os estudos na região, foram descobertas novas manifestações populares e religiosas, como o Jongo, a Congada e a Carvalhada, danças e folguedos folclóricos. “Neste momento, estamos fazendo um inventário e identificando a situação para criar um produto turístico”.

O objetivo do Circuito Turístico, de acordo com o consultor, é oferecer um turismo de experiência, mantendo o turista na cidade por mais tempo. O levantamento das ações também inclui os atrativos naturais, como o bairro do Gomeral, onde há diversas cachoeiras, e a fazenda Esperança, incluída na visita do Papa à cidade. A fazenda é uma casa de recuperação de dependentes químicos.

Ferreira explica que 80% dos turistas que chegam à cidade o fazem de maneira autônoma, por isso, a necessidade de guias e monitores capacitados em atender os mais exigentes nos locais turísticos. Um trabalho com a Secretaria da Cultura tem ajudado também os artesãos locais na capacitação. “Em Guaratinguetá, a prefeitura desestimula a colocação de barracas para venda de souvenires na frente nos empreendimentos turísticos. Há locais apropriados para a compra de artesanato”, explica.

De acordo com ele, o turista religioso gasta em média de R$ 2 a R$ 3 por dia, mas se contar a hospedagem e a alimentação, pode chegar a R$ 20. “Se ele ficar mais tempo na cidade, poderá desfrutar do turista étnico, do turismo de aventura, de lazer e de experiência, gastando mais e sendo melhor atendido”.

Para o presidente do Conselho de Turismo (Comtur) na cidade, Antonio Caltabiano, a maior preocupação é com o pós-Papa. “Queremos um turismo mais sustentável”. A cidade possui 2.500 leitos, contando com motéis e campings. As agências de turismo emissivo e receptivo de São Paulo já estão atentas à novidade e organizando pacotes para a cidade.

Circuito da Fé

O Sebrae em São Paulo, em parceria com várias entidades dos municípios de Guaratinguetá, Aparecida e Cachoeira Paulista, lançou em janeiro deste ano o Circuito da Fé com o objetivo de ‘fazer circular’ os romeiros que visitam vários locais de peregrinação nas três cidades. Juntas elas recebem mais de 14 milhões de peregrinos por ano.

Os visitantes poderão partir de qualquer um dos três territórios. Doze banners de 12 metros por 4 metros serão distribuídos nos principais atrativos turísticos indicando os outros lugares a serem visitados. Além disso, estão sendo confeccionados 30 mil folders que circularão pelas cidades, nos atrativos, nas agências de turismo e nos locais de informações.

O projeto está programando também a elaboração de um catálogo turístico regional, produzido em três línguas –português, inglês e espanhol, que será entregue aos bispos da 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (Celam) e que será distribuído posteriormente para todos os operadores de turismo da região.

Serviço:
Escritório Regional de Guaratinguetá – (12) 3132-6777
Secretaria de Turismo – (12) 3132-7276
Agência Sebrae de Notícias – (61) 3348-7494 e (61) 2107-9362

Fonte: SEBRAE

  
  

Publicado por em

Rosangela/pousadareginamarton

Rosangela/pousadareginamarton

19/05/2010 22:17:25
Coloco a disposiçao a primeira pousada da cidade de Canas totalmente legalizada e com Nota Fiscal. Temos site www.pousadareginamarton.com.br

MYK

MYK

Obrigado pela dica. Esperamos que ajude a todos.