Lançado primeiro catálogo sobre a Baleia Franca

O turismo de observação no Brasil recebe em média 10 mil turistas por ano e Santa Catarina é considerada um dos pólos mais importantes do país

  
  

No final de setembro, o Governo do Estado de Santa Catarina, a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), a Santur e o Instituto Baleia Franca (IBF) lançaram o Catálogo Baleia Franca Austral, que marca as comemorações dos 10 anos do Instituto Baleia Franca (IBF).
Com sede na Praia do Rosa (Imbituba/SC), o Instituto Baleia Franca - www.institutobaleiafranca.org - foi fundado em outubro de 2001 e iniciou, com o lançamento do catálogo, as comemorações de seus 10 anos de atividades. O IBF tem como missão fortalecer as políticas públicas ambientais voltadas à preservação da baleia franca e do ecossistema local, por meio de pesquisas científicas, projetos de educação ambiental, turismo de observação de baleias (whale watching), entre outras ações.

O turismo de observação no Brasil recebe em média 10 mil turistas por ano e Santa Catarina é considerada um dos pólos mais importantes do país. "Essa atividade é um dos grandes atrativos do ecoturismo e proporciona ao turista vivenciar e interagir com o que o destino oferece", ressalta o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Valdir Walendowsky.

Para o idealizador da publicação - o empresário Enrique Litman, Presidente do IBF e proprietário do Grupo Vida Sol e Mar (Praia do Rosa/Imbituba/SC), empresa associada à ABETA - o catálogo vem coroar o trabalho desta ONG que há uma década se dedica à preservação dos cetáceos e ao desenvolvimento sustentável. Conhecido como "homem das baleias", Litman - em conjunto com a bióloga do IBF, Mônica Pontalti - foi o responsável por abastecer os produtores do catálogo com informações e fotos da baleia franca em águas catarinenses." Esse lançamento mostra que o trabalho iniciado há uma década - na reunião do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, quando o IBF foi fundado - está todo documentado", resume Litman.

Repleto de imagens, o Catálogo apresenta informações sobre as características da espécie, comportamento e distribuição geográfica dos cetáceos, história da caça às baleias - atividade que quase levou a espécie à extinção - e definição da Área de Proteção Ambiental (APA) da baleia franca. Informações sobre o turismo de observação de baleias, pesquisas e projetos educacionais também fazem parte da publicação.

A baleia franca (Eubalaena australis) é uma das espécies de cetáceos mais ameaçadas de extinção no planeta. Todos os anos, entre junho e novembro, deslocam-se para o sul do Brasil, na região compreendida entre o sul de Florianópolis/SC e Torres/RS, em busca de águas mais quentes para procriar e amamentar seus filhotes.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em

Martina

Martina

14/10/2010 21:09:45
Muito bom esta pesquisa, debate e informações. As pessoas vão adorar porque pelo menos eu adoro baleias!!