Saem deliberações do seminário turístico do Polo Histórico-Cultural do Piauí

Atores e agentes da cadeia produtiva do turismo devem envolver os municípios em ações para atividades turísticas sustentáveis.

  
  

Atores e agentes da cadeia produtiva do turismo devem envolver os municípios em ações para atividades turísticas sustentáveis. Essa é uma das propostas do Seminário de Regionalização do Turismo Roteiros do Brasil (PRT) da Região Polo Histórico-Cultural, que aconteceu dias 14, 15 e 16, respectivamente, em Guadalupe, Floriano e Oeiras. O evento foi realizado pelo Ministério do Turismo com apoio do Governo do Estado, através da empresa Piauí Turismo (Piemtur) e Secretaria de Turismo do Estado (Setur).

Dentre as entidades parceiras no evento, estavam as prefeituras municipais, com apoio da Fundação de Incentivo ao Turismo (Grintur) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PI). Segundo informações da coordenadora regional da Piemtur em Floriano, professora Nara Aires, ao fim do evento, foi aprovado um relatório contendo nove orientações e sugestões que devem resultar no incremento da atividade na Região Polo Histórico-Cultural, um dos sete polos turísticos piauienses incluídos pelo Governo Federal no Programa de Regionalização do Turismo (PRT)

Esclarecimento sobre o PRT
Ela disse que os eventos foram bastante participativos, com discussão de temas importantes para as regiões envolvidas. O seminário possibilitou esclarecimento para os agentes locais e regionais sobre o PRT, que trata do planejamento e desenvolvimento do turismo de forma sustentável, prevendo ações nos municípios considerados polos dessa atividade para envolver taxistas, recepcionistas, artesãos e a comunidade em geral.

A importância do turismo para a comunidade, o meio ambiente e a identificação dos problemas e necessidades comuns aos municípios da região, e apresentação de um programa de esclarecimento para que a população entenda como funciona e como pode participar das ações propostas foram temas abordados em oficinas, durante o seminário.

A seguir, as nove deliberações do evento:

Ação Municipal do Turismo
1. Sensibilização dos dirigentes públicos quanto à valorização da influência que o Turismo exerce sobre a economia local, e a efetiva implementação de políticas públicas, incentivando as mais diversas segmentações representativas do turismo, promovendo a geração de emprego, trabalho e renda e o desenvolvimento da economia como um todo.

2. Formação de equipes técnicas de trabalho junto aos órgãos oficiais do turismo, constituídas por servidores públicos, se possível com formação profissional na área ou em área correlata, mantendo os planejamentos e estudos realizados no setor, independentemente das mudanças de gestões.

3. Elaboração do Inventário Turístico Municipal em cada município que integra a região.

4. Identificação do potencial turístico do município e as similaridades com municípios adjacentes, que formam a região turística.

5. Vontade política e esforço de cooperação para se trabalhar desenvolvendo ações conjuntas entre esses municípios, objetivando o desenvolvimento turístico sustentável regional.

6. Definição de ações conjuntas que privilegiem as características comuns (pontos fortes, carências etc.) dos municípios que compõem a região.

7. Buscar a interação e o entrosamento entre os participantes, através de encontros e reuniões que propiciem a troca de ideias e informações.

8. Elaboração de planos estratégicos de desenvolvimento do turismo.

9. Implementação das ações, acompanhamento e controle.

Fonte: Secretaria de Turismo do Piauí

  
  

Publicado por em