Vivendo Pernambuco capacita 1.470 agentes de turismo

A proposta do programa foi selecionar vendedores e trazê-los ao Estado para vivenciarem in loco o produto turístico pernambucano.

  
  

A ideia pode ser descrita da seguinte forma: um vendedor contratado por uma empresa de chocolates tem quatro dias para degustar cada um deles à vontade; se o mais novo empregado da companhia, a partir daí tornar-se um chocólatra, a possibilidade de vender aqueles produtos de modo mais efetivo é considerável. Afinal, a argumentação em torno da venda estará baseada nas experiências do próprio comerciante. Está certo que é uma metáfora, mas é dessa maneira que a Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), em parceria com o Recife Convention & Visitors Bureau, trabalhou, em 2009, através do programa Vivendo Pernambuco, a capacitação de 1.470 operadores de viagens ao redor do país.

A proposta do programa, que passou por Recife e Olinda, além das cidades de Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Tamandaré, Ipojuca, Itamaracá e pelo arquipélago de Fernando de Noronha, foi selecionar vendedores da CVC, TAM Viagens e das operadas filiadas à Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e trazê-los ao Estado para vivenciarem in loco o produto turístico pernambucano.

Com o número de profissionais qualificados, a tendência é que cada vez mais pacotes destinados ao Estado sejam comercializados. Para a supervisora de vendas do grupo CVC Turismo, Vanessa Guido, o programa foi de grande importância para o aprimoramento profissional e satisfação pessoal dos profissionais da CVC: “Todos gostaram muito do projeto e saíram certos de que poderão vender o destino de forma mais eficiente”.

Opinião compartilhada pela gerente nacional de expansão de redes da CVC, Crislene Leonardis. “Os números mostram através das vendas do roteiro Porto de Galinhas, por exemplo, o quanto o programa vem funcionando”, disse. O destino pernambucano, de acordo com Leonardis, ultrapassou, em novembro de 2009, Costa do Sauípe e Maceió no número de vendas de pacotes comercializados pela operadora. “Além disso, todo e qualquer cliente que aparece em dúvida sobre qual destino viajar, tem Pernambuco como resposta dos nossos vendedores. O Vivendo Pernambuco tem se tornado um programa modelar para todo o país”.

Os agentes de viagens foram divididos em grupos que, no período de março a dezembro, conheceram atrativos e equipamentos turísticos pernambucanos. Os roteiros, de 3, 4 ou 5 dias, englobaram visitas técnicas a hotéis, bares e atrações, degustações da gastronomia pernambucana, além de palestras de capacitação. Todos os 1.470 agentes também receberam folheteria com informações turísticas do Estado.

Segundo o agente da TAM Viagens (São Paulo), Carlos Antônio Silva, cada equipamento turístico visitado rendeu análises importantes relativas aos diversos aspectos que envolvem o Turismo. “O projeto é merecedor de elogios não apenas pelos ótimos equipamentos demonstrados, como também por apontar aqueles que ainda precisam de retificações”, afirmou.

Através das visitas técnicas, o gerente comercial da TAM Viagens (Rio de Janeiro), Adenilton Borges, acredita que os profissionais passaram de fato a comercializar o destino sabendo do que estão falando.

“Todos os participantes do Vivendo Pernambuco voltaram com detalhadas informações que os ajudaram e os estão ajudando a vender o destino com muito mais segurança”.

A partir daí, e como não poderia deixar de acontecer, o gestor de Marketing do Mercado Nacional da EMPETUR, Ciro Pedrosa, acredita que o Vivendo Pernambuco poderá ser ampliado para 2010. “Percebemos de fato um aumento efetivo das vendas para o nosso estado. A ideia, consequentemente, é não apenas repetir como aumentar o sucesso que o Vivendo Pernambuco obteve no ano passado”, disse.

Fonte: Assessoria de Imprensa Executiva Press

  
  

Publicado por em