Desembarques domésticos registram recorde histórico

Foram 46,3 milhões de passageiros desembarcados, número que representa o melhor resultado da aviação brasileira em todos os tempos Os desembarques de passageiros de vôos nacionais fecham 2006 registrando o melhor resultad

  
  

Foram 46,3 milhões de passageiros desembarcados, número que representa o melhor resultado da aviação brasileira em todos os tempos Os desembarques de passageiros de vôos nacionais fecham 2006 registrando o melhor resultado de todos os tempos na aviação brasileira.

Apesar da diminuição da oferta de assentos provocada pela crise financeira e operacional da Varig, 46,3 milhões de passageiros movimentaram os aeroportos brasileiros em vôos regulares e fretados. Isso representa um aumento 7,38% em relação ao mesmo período de 2005, quando foram registrados 43 milhões de desembarques domésticos.

“Os números de 2006 são excepcionais para o turismo brasileiro. Registramos recorde histórico nos gastos dos turistas estrangeiros no Brasil e agora temos outro recorde com a movimentação nos vôos domésticos. Isso comprova que o esforço para colocar o turismo como um dos vetores de propulsão do desenvolvimento do País está surtindo efeitos, apesar das adversidades”, comentou o ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, que está em Lisboa participando da Bolsa de Turismo de Portugal.

Para o diretor de Estudos e Pesquisas da Embratur, José Francisco de Salles, os resultados poderiam ser ainda melhores, já que os primeiros meses de 2006 registraram índices bem superiores aos verificados em 2005.

“Os números começaram a cair a partir de julho em função da crise da Varig. Caso contrário poderíamos superar a marca dos 50 milhões de desembarques domésticos. Mesmo assim, o setor conseguiu mostrar resultados expressivos”, afirmou.

Em janeiro de 2006 a variação do número de passageiros desembarcados foi 18,10% superior ao registrado em 2005. Em fevereiro foi de 15,42%, chegando a junho com 15,47%.

A partir daí, período que coincide com a retração da oferta de assentos em função da crise da Varig, os percentuais foram diminuindo. Em dezembro passado, os desembarques superaram o ano anterior em 0,26%.

Fonte: Ministério do Turismo

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em