`8ª Carta de Conjuntura Turística` aborda o mercado emissor norte-americano

A `8ª Carta de Conjuntura Turística`, produzida pela Diretoria de Estudos e Pesquisas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), apresenta um perfil do turista norte-americano que visita o Brasil. Segundo mercado emissor de visitante para destinos br

  
  

A `8ª Carta de Conjuntura Turística`, produzida pela Diretoria de Estudos e Pesquisas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), apresenta um perfil do turista norte-americano que visita o Brasil. Segundo mercado emissor de visitante para destinos brasileiros, os Estados Unidos ocupam posição importante para o turismo nacional.Em 2002, o Brasil recebeu 636.460 cidadãos dos Estados Unidos, atrás apenas da Argentina, com 696.568.

De acordo com a `Demanda Turística Internacional 2002`, 44% dos visitantes vêm ao Brasil a lazer, 30,72% a negócios e 18,72% para visitar familiares/amigos. Os principais meios que influenciam a decisão da viagem são: informações de amigos (46,74%), Internet (18,90%) e guias impressos/folders (9,62). 95% dos entrevistados, manifestaram intenção de retornar ao país,enquanto que 58,64% deles já haviam estado no Brasil em outras ocasiões.

As três principais cidades mais visitadas são Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Salvador (BA). Já as principais críticas desses turistas, são atribuídas à segurança pública (12,46%), limpeza pública (10,97%) e sinalização turística (6,29).

`Embora esse mercado ocupe a posição de segundo país emissor, ainda existe um grande potencial de aumento de fluxo, devido à força de sua economia e propensão para viagens de sua população`, avalia José Francisco de Salles Lopes, diretor de Estudos e Pesquisas da Embratur.

Lopes ressalta que a instalação dos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBT`s) em Washington (DC), Nova York (NY) e Los Angeles (CA) será um instrumento para tornar mais eficiente a promoção do Brasil nesse mercado.

A partir deste ano, nove EBT`s serão inaugurados em diferentes cidades do exterior com o objetivo de consolidar a imagem do país como um destino turístico competitivo.

Feira de Artesanato :

Realizada entre 3 e 7 de novembro do ano passado, em Belo Horizonte (MG), a `14ª Feira nacional de Artesanato` recebeu um público de 67 mil pessoas, sendo 3.867 de outros estados e do exterior. Entre o período pré-feira e a realização do evento,cerca de 3.200 empregos, diretos e indiretos, foram criados. Em vendas concretizadas, foram movimentados R$ 14 milhões para o mercado interno e US$ 400 mil para o externo.

`O fluxo de turistas para eventos como esse, traduz-se em faturamento, geração de empregos e arrecadação de impostos para os destinos que os sediam`, diz Lopes.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em