Ameaça de guerra pode beneficiar turismo no Brasil

Pesquisa divulgada pelo World Travel & Tourism Council (WTTC) indica a possibilidade de mais de três milhões de demissões no segmento de turismo em países do hemisfério Norte em caso de guerra prolongada no Iraque. No Brasil, o mercado pode ir no sent

  
  

Pesquisa divulgada pelo World Travel & Tourism Council (WTTC) indica a possibilidade de mais de três milhões de demissões no segmento de turismo em países do hemisfério Norte em caso de guerra prolongada no Iraque.

No Brasil, o mercado pode ir no sentido inverso, segundo a consultora Kátia Gonzalez, diretora da Traveland Viagens e Turismo, de São Paulo.

`A ausência de ameaças terroristas e de violência política em nosso país pode empurrar o Brasil na contra-mão desta crise`, afirma Kátia.

Para a diretora da Traveland, o Brasil será uma referência para quem quiser fugir dos perigos e dos altos preços de outros países.

“A diferença cambial torna nossos preços muito atrativos para os turistas estrangeiros”, diz Kátia.

Enquanto países do hemisfério Norte podem somar um prejuízo de mais de US$ 30 bilhões, segundo a WTTC, o mercado ficaria aquecido no Brasil. Outro segmento que pode se beneficiar com a crise é o de locação de veículos.

“A maior circulação de turistas no país amplia nossa atuação e ameniza os danos causados à economia do país, uma vez que todo o setor comercial e de turismo pode ser beneficiado”, afirma Eduardo Vannuchi, diretor-executivo da Master Auto Rental, uma das maiores locadoras de automóveis do país .

Além de atrair turistas estrangeiros ao país, a diferença cambial e a conjuntura internacional reduzem a saída de brasileiros, beneficiando o turismo interno e os que atuam em nichos específicos, entre eles o voltado para a terceira idade e ecoturismo.

“Os idosos compõem um dos maiores públicos específicos de turistas e nossa especialidade em atendê-los conta muito neste momento”, afirma Helena Mirabelli, diretora da Apel, de São Paulo, especializada em turismo cultural e estudo de meio ambiente. Atualmente, 20% da receita gerada pelo turismo no país vem da terceira idade.

Fonte: Ex-Libris Assessoria e Edições

  
  

Publicado por em