Angra dos Reis, um paraíso logo ali

É difícil sair de Angra sem um gostinho de quero mais. Paraíso encravado no encontro entre o mar e a Mata Atlântica, a cidade é cercada por centenas de praias paradisíacas com trilhas, cachoeiras, rios, lagos e montanhas de belezas exuberante

  
  
Ilhas de Cataguases

É difícil sair de Angra dos Reis sem um gostinho de quero mais. Paraíso encravado no encontro entre o mar e a Mata Atlântica, bem próximo da divisa entre os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, a cidade é cercada por centenas de praias paradisíacas, com trilhas, cachoeiras, rios, lagos e montanhas de belezas exuberantes. Ao todo, são 365 ilhas e 2 mil praias de águas calmas e seguras, perfeitas para a prática de esportes náuticos e radicais, além de mergulho.

Com características singulares, Angra dos Reis reserva diversão e belezas naturais inigualáveis em cada cantinho da cidade. Eleger um ponto turístico mais bonito é uma tarefa complicada, mas as praias e ilhas são inegavelmente atrações à parte. Diversas agências de turismo oferecem passeios em saveiros pela região e são boas opções para os turistas.

No “cardápio” oferecido pela cidade há praias praticamente virgens, com natureza intocada, e outras mais movimentadas, com boa estrutura de hotéis, bares e restaurantes. A proximidade com a Ilha Grande também é outro ponto a favor de Angra, já que em uma curta viagem de saveiro ou escuna o visitante pode chegar a verdadeiros recantos da natureza, com águas claras e convidativas para o mergulho.

Um roteiro bem montado, no entanto, não pode deixar de passar pela Ilha de Cataguás. Conhecida como o Caribe brasileiro, a ilha chama a atenção por suas belas paisagens. A praia, com areia branca e fina, não tem ondas, como várias outras da região. Já as Ilhas Botinas são consideradas um dos cartões postais de Angra.

“Qualquer passeio básico pelas praias da cidade inclui a Ilha de Cataguás e as Ilhas Botinas, que chamam a atenção dos turistas pela transparência de suas águas”, diz Cipriano Feitosa, da agência Angra Ocean Turismo, que oferece tours para vários pontos turísticos de Angra.

Outro ponto bastante visitado é a Ilha da Gipoia. Localizada a 30 minutos de barco do Centro de Angra, a ilha oferece boa infraestrutura para o turista, com pousadas, bares e restaurantes. Inseridas em área de proteção ambiental, as praias possuem areias finas, além de vegetação praticamente intocada. Lá, as melhores pedidas são a Praia da Gipoia, Praia das Flechas e a Praia do Vitorino. Na última, o restaurante Canto das Canoas, especializado em frutos do mar, é um dos mais procurados pelos turistas.

Fonte: TurisAngra

  
  

Publicado por em

Alfredo Victorino Filho

Alfredo Victorino Filho

02/12/2011 22:20:15
Fico feliz em rever a terra em passei grande parte da minha vida. Sem falar das raizes familiares dos meus ancestrais (Avós, tios, pai e afins). A Ilha Grande para mim é o paraíso! Estou muito longe, em Natal que também é muito bonita em sua topografia, totalmente diferente. Nasci no RIO-DF, passei a infância e adolescencia em Angra. Morei no Rio até 1966 e no mesmo ano, migrei oara o nordeste. Contudo sempre voltava ao Rio, para logo seguir para a região de Angra. Da última ida, ja se passaram alguns anos. E em 2012, se Deus e NS da Conceição permitirem retornarei a ragião, especiallmente a Ilha Grande, para caminhar nas trilhas,
banhar-me nas cachoeiras e nas belas praias do Abraão e adjacências. Almoçar uma peixada, tomando uma cerveja geladissima. Não preciso de mais nada. a não ser uma noite de sono em Pousada no Abraão, depois de contemplar o Bico do Papagaio. Muito bom!