Arvorismo é oportunidade de curtir a natureza pelo alto

Atividade pode ser praticada por pessoas de todas as idades

  
  
Arvorismo - Alto Paraíso

As copas das árvores servem de passarela para os praticantes que buscam o relaxamento e a diversão na adrenalina de estar a alguns metros do chão e no êxtase de apreciar as mais belas paisagens do país por outro ângulo. Este é o arvorismo, uma atividade de aventura que se caracteriza pela locomoção em percursos em altura instalados em árvores ou em outras estruturas.

Bonito por natureza, a modalidade encanta todos que a cercam. Para quem está andando entre os obstáculos, redes e tirolesas, cada passo é garantia de imagens inesquecíveis. A fauna e flora locais ficam responsáveis pelo colorido especial e pela trilha sonora do momento. Para quem apenas acompanha e vê tudo ali de baixo, a alegria do praticante é um convite praticamente irresistível.

“Quando olhei logo disse que não teria coragem. Contudo, vi todos praticando e saindo do percurso com uma alegria tão aparente que resolvi conhecer. Tenho um problema na perna causado por uma antiga doença, mas os condutores garantiram que não tinha problema, meu marido me apoiou e então eu fui. Foi uma delícia”, garantiu a aposentada Eloiza Helena.

A inclusão é outro aspecto marcante do arvorismo. Pessoas de todas as idades podem praticá-lo e deficientes visuais, auditivos e com dificuldade de locomoção também, desde que acompanhados por condutores. Para tal, há diversos níveis de percursos disponíveis. O Parque dos Sonhos, em Socorro, é pioneiro neste tipo de oferta.

Outros locais indicados para curtir entre tirolesas e obstáculos são Bonito, no Mato Grosso do Sul, Serra da Canastra, em Minas Gerais, o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, Petrópolis, no Rio de Janeiro, Florianópolis e Balneário Camboriú, em Santa Catarina, Campinas, Campos do Jordão e Brotas, em São Paulo. Brotas que, ao lado de Socorro, possuem certificado do Inmetro em operações de arvorismo.

A diversão do arvorismo pode ser encontrada em parques, hotéis e clubes espalhados por todo o país. Para garantir a segurança, é importante se certificar de que as empresas são associadas à ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo e de Aventura), que trabalha para fortalecer o segmento e reforçar o potencial do Brasil para oferta segura e responsável de atividades de Ecoturismo e Turismo de Aventura.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em