Brasil teve número recorde de turistas estrangeiros em 2005

O Brasil recebeu 5.358.170 turistas estrangeiros ao longo dos 12 meses de 2005. O número – recorde histórico de visitação internacional, é 11,78% superior ao registrado em 2004 (4.793.703). Até então, o maior volume de estrangeiros em visita ao País havia

  
  

O Brasil recebeu 5.358.170 turistas estrangeiros ao longo dos 12 meses de 2005. O número – recorde histórico de visitação internacional, é 11,78% superior ao registrado em 2004 (4.793.703). Até então, o maior volume de estrangeiros em visita ao País havia ocorrido em 2000, quando vieram 5.313.463 turistas.

Em comparação com o total contabilizado em 2003, primeiro ano de atuação da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) com foco exclusivo na promoção turística no exterior, verifica-se um crescimento de 29,64% (4.132.847).

Vale destacar que, em 2005, a OMT (Organização Mundial do Turismo) apontou um crescimento médio de 5,5% no fluxo turístico internacional. Os números foram consolidados a partir dos dados fornecidos pela Polícia Federal, que controla a entrada e saída de estrangeiros no território nacional. Segundo o BC (Banco Central), que contabiliza gastos com cartões de crédito internacionais e trocas cambiais oficiais, no mesmo período estes turistas deixaram US$ 3,861 bi em divisas no Brasil, com uma alta de 19,83% sobre o valor arrecadado em todo o ano de 2004. Outro recorde histórico.

“Os dados de 2005 são ainda mais expressivos face à evolução qualitativa do turista que nos visita”, interpreta José Francisco de Salles Lopes, diretor de Estudos e Pesquisas da EMBRATUR.

“O maior crescimento qualitativo dos europeus tem impacto sensível na entrada de divisas em virtude do valor médio do seu gasto em viagem ao Brasil”, especifica o diretor.

No grupo dos 15 maiores emissores de turistas ao País, todos se mantiveram na mesma posição do ranking de 2004 e apresentaram crescimento, refletindo a consistência do trabalho empreendido pela Embratur a partir das diretrizes apontadas pelo Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional.

A Argentina continua como principal mercado emissor de turistas ao Brasil: foram 992.299 visitantes (crescimento de 7,57% ante 2004). A seguir vem os Estados Unidos, que enviaram 793.559 indivíduos (mais 12,40% sobre o ano anterior). Na terceira posição, liderando o bloco dos turistas europeus, aparece Portugal, com um total de 357.640 turistas (alta de 6,13% sobre 2004).

Completam a lista dos 10 maiores emissores, na ordem, com os respectivos totais e taxas de crescimento do fluxo entre parênteses: Uruguai (341.647 - 10,30%), Alemanha (308.598 – 4,61%), Itália (303.878 – 9,88%), França (252.099 – 12,46%), Paraguai (249.030 – 21,62%), Espanha (172.979 – 11,3%) e Chile (169.953 – 9,63%).

Um destaque dos novos dados fica para a participação da Argentina, que responde por 18,52% do turismo internacional no Brasil, quase um quinto do total. Desde 2002, quando o país vizinho começou a recuperar-se da crise político-financeira, durante a qual o fluxo de visitantes caiu fortemente, houve uma expansão de 42,06% na visitação.

Houve também um forte crescimento do mercado francês, de 12,46%, um dos maiores dentre todos os apurados pela Embratur. Um nítido reflexo da exposição proporcionada pelas ações culturais do Ano do Brasil na França, durante todo 2005, associada aos esforços de promoção turística naquele mercado.

A novidade na relação de emissores de turistas estrangeiros para o Brasil é a aparição de cinco novos mercados que não possuíam dados discriminados. São eles: Finlândia (33.557 turistas em 2005), Polônia (19.535), Hungria (16.364), Irlanda (13.125) e Cabo Verde (11.826).

Blocos :

Na avaliação por principais regiões emissoras de turistas para o Brasil, os europeus mantiveram-se na liderança, assumida em 2004. Foram 2.069.221 visitantes do Velho Continente em 2005: 38,62% do total. O que explica também o bom desempenho do ingresso de divisas registrado no período, tendo em vista o elevado gasto médio desses públicos.

A seguir aparecem os sul-americanos, responsáveis por 37,63% do turismo internacional no País, com 2.016.202 visitantes.

Na seqüência vem a América do Norte, puxada principalmente pelos americanos, com 941.777 indivíduos, uma parcela de 17,57% do geral. Ásia (151.358 visitantes), África (75.676), América Central (40.081), Oriente Médio (35.138) e Oceania (26.023) completam a relação.

Fonte: Embratur

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em