Capitais do Nordeste tiveram quase 6 milhões de desembarques em 2004

O grupo técnico de pesquisa da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI/Ne), coordenado pela secretaria de Turismo do Ceará, divulgou a variação dos desembarques de passageiros nos aeroportos das capitais nordestinas. O crescimento de 2004 em re

  
  

O grupo técnico de pesquisa da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI/Ne), coordenado pela secretaria de Turismo do Ceará, divulgou a variação dos desembarques de passageiros nos aeroportos das capitais nordestinas.

O crescimento de 2004 em relação a 2003 foi de 20,9%. Só no ano passado, houve um total de 5.969.037 (domésticos e internacionais) de desembarques nas cidades de Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Maceió, São Luís, Aracaju, João Pessoa e Teresina.

A cidade que mais obteve crescimento foi a capital maranhense, cuja variação de desembarques entre 2002 e 2004 foi de 31,5%. Em segundo lugar vem Natal, com 28,5% em dois anos, seguida por Salvador, com 24,2%.

Segundo o secretário de Turismo do Estado do Maranhão e vice- presidente da CTI, Airton Abreu, é importante que os agentes de viagens despertem e vejam o quanto o turismo do Maranhão está crescendo.

Para o ano que vem, o dirigente espera manter ou até mesmo aumentar o número de desembarques no aeroporto Marechal Cunha Machado, em São Luís. No entanto, ele chama a atenção para a falta de vôos:

Nosso problema hoje é a escassa malha aérea. Estamos este ano com 10% a menos de aviões para o estado, principalmente porque a Vasp parou de voar. Só cresceremos em 2005 se houver aumento da malha aérea para o Maranhão, ressalta.

O vice-presidente da CTI/Ne disse ainda que, com a divulgação internacional e doméstica do destino, o fluxo de turistas para as capitais nordestinas só tende a aumentar, `colocando a região com um destaque ainda maior no turismo no país`.

O ranking da variação de desembarques (nacionais e internacionais), entre os anos de 2002 e 2004, segue da seguinte maneira, a partir do quatro lugar: Maceió, com 21,5%; Recife, com 20,3%; Fortaleza, com 17,1%, Teresina, com 15,3%; Aracaju, que obteve variação de 3,7%; e João Pessoa, com - 5,5%.

Fonte: Mercado de Eventos

  
  

Publicado por em