Caravana Brasil foca operadores sul-americanos

O projeto Caravana Brasil, criado pelo Ministério do Turismo e implementado pela EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo), tem agenda cheia neste mês de agosto, com especial atenção aos vizinhos da América do Sul. Depois de operadores paraguaios ter

  
  

O projeto Caravana Brasil, criado pelo Ministério do Turismo e implementado pela EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo), tem agenda cheia neste mês de agosto, com especial atenção aos vizinhos da América do Sul.

Depois de operadores paraguaios terem conhecido mais sobre os destinos e serviços turísticos brasileiros em viagem ao Rio de Janeiro e Búzios (RJ), entre os dias 10 e 15, profissionais do Uruguai iniciaram na quarta-feira, dia 24/8, uma visita por Minas Gerais que durou até o dia 28/8.

Eles conheceram a capital do Estado, um trecho do roteiro Estrada Real (Tiradentes e Ouro Preto) e a cidade de Conceição do Mato Dentro, na Serra do Cipó.

“Tratam-se de edições importantes do projeto, pois dão relevo às ações empreendidas pelo EBT (Escritório Brasileiro de Turismo) para a América do Sul e pelos Comitês Descubra Brasil por toda a América Latina”, destaca a gerente de Apoio à Comercialização da EMBRATUR, Jurema Monteiro.

Recentemente executivos do Instituto visitaram Comitês e Embaixadas e falaram com representantes da cadeia turística na Argentina, Uruguai, Chile e Peru para apresentarem detalhes da campanha de mídia do Brasil que será iniciada no próximo mês nesses mercados.

As edições seguintes têm como tema o Ecoturismo e a vinda de representantes do Reino Unido e da Alemanha. Os britânicos chegaram , dia 25/8, ao País e, no dia 26/8, participaram de uma rodada de negócios com operadores brasileiros durante a realização da Adventure Sports Fair, em São Paulo (SP). Depois eles conheceram as atrações do Rio de Janeiro, de Bonito e Pantanal Sul (MS).

Os alemães aportam por aqui no começo de setembro para visitar o Rio de Janeiro e as cidades de São Luiz, Barreirinhas e Lençóis, no Maranhão.

A Caravana Brasil tem como principal objetivo trazer operadores estrangeiros para conhecerem in loco a oferta nacional de destinos, produtos e serviços turísticos, de forma que possam ampliar os subsídios para a venda de pacotes em seus mercados locais ou para que passem a incluir o Brasil em seus catálogos, caso isso ainda não ocorra.

São parceiros deste projeto: BITO (Brazilian Incoming Travel Organization), Braztoa (Associação Brasileira dos Operadores de Turismo), Varig, TAM, TAP, os Bureaux de Comercialização, Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária), FOHB (Fórum dos Operadores Hoteleiros do Brasil), Instituto Estrada Real, Convention & Visitors Bureaux e governos dos Estados e Municípios.

Fonte: Embratur

  
  

Publicado por em