Caravana Brasil percorre circuito histórico da Estrada Real

A viagem de abertura da segunda fase da `Caravana Brasil`, projeto do Instituto Brasileiro de Turismo) iniciado em 2003 que leva operadores de receptivo internacional a localidades brasileiras, teve como destino municípios mineiros da `Estrada Real`.

  
  

A viagem de abertura da segunda fase da `Caravana Brasil`, projeto do Instituto Brasileiro de Turismo) iniciado em 2003 que leva operadores de receptivo internacional a localidades brasileiras, teve como destino municípios mineiros da `Estrada Real`.

Entre quinta-feira, dia 29 de abril, e domingo, 2 de maio, 12 profissionais conheceram produtos e serviços turísticos de Ouro Preto, Mariana, Congonhas, Tiradentes e São João Del Rei. Essas são apenas cinco das 177 cidades incluídas na `Estrada Real`, roteiro dividido entre Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, estado este que ainda vai definir seus municípios.

Também participaram desta caravana, voltada para os produtos Cidades Patrimônio e Ecoturismo, os executivos responsáveis pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) de Berlim (Alemanha), Karin de Carvalho, e de Roma (Itália), Geraldo Peccin, além de representantes do Ministério do Turismo e de jornalistas.

Em sua primeira saída neste ano, a `Caravana Brasil` inovou no formato. `Criamos um momento para rodada de negócios com os operadores que vendem o Brasil lá fora e o trade local`, conta Airton Pereira, diretor de Turismo de Lazer e Incentivo da Embratur.

Entre operadores e agentes de viagens, estiveram presentes 14 profissionais de Minas Gerais. A idéia é que, a partir de agora, todas as caravanas propiciem um encontro comercial.

A operadora Érika Almeida, da Brazilian Fiesta Tours, aprovou o modelo e enxergou na reunião um importante momento para conhecer a parte técnica dos roteiros: `A riqueza de detalhes logísticos é fundamental na hora de vender um pacote`.

Em quatro dias, os operadores puderam conhecer in loco produtos e serviços turísticos das cinco cidades mineiras, integrantes da rota onde o ouro foi descoberto pelos portugueses no final do século XVII.

`A Estrada Real tem forte apelo para o mercado europeu. O contato com o receptivo nos mostrou produtos diversificados, o que nos permite trabalhar ainda melhor esses roteiros`, comenta Marcos Pereira, da FreeWay Adventures.

O grupo teve um encontro com o diretor-geral do Instituto Estrada Real, Eberhard Hans, que fez uma apresentação sobre o projeto turístico.

`Como num varal, neste caminho de mais de 1.400 quilômetros estão dispostos potenciais turísticos de cada região. Ecoturismo, aventura, gastronomia, festas populares, entre outros produtos podem aumentar a permanência do viajante`, disse.

A meta de Minas Gerais é alcançar, em 2007, a visita de 2,5 milhões de turistas nos roteiros da `Estrada Real`, gerando cerca de 178,5 mil novos empregos.

Os participantes da `Caravana Brasil` ainda receberam os cumprimentos do ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, e do governador de Minas Gerais, Aécio Neves, durante a reabertura do Parque Estadual do Itacolomi, localizado entre Ouro Preto e Mariana, no dia 30 de abril.

Caravana 2004 :

O objetivo do projeto é a diversificação dos destinos, produtos e serviços turísticos brasileiros no exterior e o aumento na venda de pacotes para o país.

Na `Caravana Brasil`, os profissionais que `vendem` o Brasil a estrangeiros podem conhecer melhor os destinos e a infra-estrutura dos produtos que oferecem aos turistas.

Além da rodada de negócios, a principal novidade para este ano é a participação de operadores estrangeiros nas viagens. Em 2004, a Caravana tem 21 saídas planejadas até o fim do ano e a previsão de lançamento de mais três produtos turísticos. Sete viagens devem ser voltadas para operadores internacionais – com participação também de brasileiros. Deverão participar cerca de 150 profissionais estrangeiros que ainda não comercializam o produto Brasil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em